Teatro Municipal da Mooca Arthur Azevedo

Projeto assinado por Leo Shehtman valoriza peças criativas que remetem ao clima praiano
15 de junho de 2016
Interferências econômicas dão cara nova ao imóvel antigo e bem localizado
28 de junho de 2016

Teatro Municipal da Mooca Arthur Azevedo

Exemplo de arquitetura modernista na cidade.

 

20150729_teatro_arthur_azevedo-foto_sylvia_masini-23

 

Fechado para o público desde 2011 por problemas estruturais como infiltrações, o Teatro Municipal da Mooca Arthur Azevedo foi reinaugurado em agosto de 2015 após passar por uma reforma de modernização e ampliação. O espaço cultural com projeto original do arquiteto Roberto Tibau foi aberto ao público pela primeira vez em 1952 e hoje é um patrimônio histórico tombado pelo Conpresp como exemplo de arquitetura modernista na cidade. Após a reabertura, a casa se tornou também a sede municipal do Clube do Choro e abriga shows do estilo musical um fim de semana por mês, além da programação de peças teatrais. Com 349 lugares e área total construída de 1.454 m2, o espaço foi ampliado em 500 m2 com a construção de um novo prédio anexo com cobertura impermeabilizada e sombreamento, o que confere maior conforto térmico para receber intervenções artísticas e as rodas de choro semanais.

A reforma encabeçada pela arquiteta Silvana Santopaolo, da Secretaria Municipal de Cultura, contou com a instalação de equipamentos mais modernos de cenotecnia, sistema de projeção, nova cabine de controle de som e luz, melhorias na acústica, ar-condicionado com controle independente entre palco e plateia e substituição das poltronas. Além disso, o lugar passou a ter acessibilidade total para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, com adaptações internas nos camarins e sanitários. Outra mudança foi no nome da casa, que manteve a homenagem ao dramaturgo maranhense Arthur de Azevedo, mas teve adicionados o bairro e a palavra “municipal”, como indicativo de ser um dos 11 teatros pertencentes ao município.

 

2015-08-18-co-teatro-arthur-azevedo-01

 

 

Por Marina Sola
Imagens Sylvia Masini
Matéria Publicada em Revista Decorar 102.

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!