Cheio de personalidade e sem divisões

Projeto usa panos de vidro no lugar de paredes
18 de março de 2016
Este apartamento dos anos 80 ganhou forma nas mãos da arquiteta Mayra Lopes
31 de março de 2016

Elegância clean

Dar conforto e aconchego a uma residência padrão feita por construtora foi o desafio da arquiteta Rosana Pintor

 

Dar conforto e aconchego a uma residência padrão feita por construtora foi o desafio da arquiteta Rosana Pintor. A profissional foi procurada por um casal de empresários que tinha acabado de receber as chaves de um apartamento novo de 240 metros quadrados, mas ainda sem acabamento.

Para ampliar visualmente os espaços, a cartela de cores escolhida para os interiores foi predominantemente clara. “Os moradores precisavam continuar com a sensação de liberdade que tinham na antiga residência, que era maior. O projeto ajudou na adequação a um apartamento”, conta Rosana.

 

1_J.Vilhora_0432

O ripado de freijó faz a sutil separação entre a sala de TV e o estar sem perder a profundidade do ambiente. Os estofados da A Especialista compõem o canto de ficar com elegância e aconchego. Já as persianas vedam o ambiente dando maior privacidade nos momentos desejados. A base clara ficou ideal para sobressair obras de arte e estampas.
Foto por J. Vilhora

 

Atrás do ripado de madeira está o home theater composto por duas chaises e o painel com aparador para os equipamentos de áudio e vídeo. Foto por J. Vilharo

Atrás do ripado de madeira está o home theater composto por duas chaises e o painel com aparador para os equipamentos de áudio e vídeo.
Foto por J. Vilharo

 

A divisória de ripas de freijó faz a diferença do living que integra home theater, estar e jantar. A segmentação dos espaços é marcada apenas pela disposição do mobiliário e por esse elemento que leva transparência e, ao mesmo tempo, une os ambientes.

Ele sai do piso, ultrapassa o teto por uma abertura no gesso e é fixado na laje. Uma fita de led acompanha abertura no gesso e dá profundidade à peça, criando a sensação de que está flutuando. “A luz pontual evidencia que o painel não está preso a nenhum móvel”, afirma Rosana. A ausência de paredes está ligada a amplitude pensada para o design, assim como o uso de cores suaves.

 

O piso de porcelanato e o teto rebaixado de gesso dão unidade à área social, que é separada pela disposição dos móveis e a iluminação, planejada em pontos de luz. Os sofás e as poltronas receberam veludo cristal liso e estampado. As persianas em estilo romano e as cortinas voal filtram a luz natural com estilo. Foto por J. Vilhora

O piso de porcelanato e o teto rebaixado de gesso dão unidade à área social, que é separada pela disposição dos móveis e a iluminação, planejada em pontos de luz. Os sofás e as poltronas receberam veludo cristal liso e estampado. As persianas em estilo romano e as cortinas voal filtram a luz natural com estilo.
Foto por J. Vilhora

 

A sala de jantar é definida pelos lustres de cristal sobre a mesa de jantar laqueada acompanhada de cadeiras com design anos de 1950, da A Especialista. Ao fundo, dois bufês são encaixados nos nichos espelhados. O tapete é uma recordação de viagem ao Oriente Médio. Foto por J. Vilhora

A sala de jantar é definida pelos lustres de cristal sobre a mesa de jantar laqueada acompanhada de cadeiras com design anos de 1950, da A Especialista. Ao fundo, dois bufês são encaixados nos nichos espelhados. O tapete é uma recordação de viagem ao Oriente Médio.
Foto por J. Vilhora

 

A porta de entrada original foi trocada por uma pivotante de 1,40 metros de largura – para isso, parte da parede de alvenaria precisou ser removida. Como o projeto não delimita espaços fechados, a arquiteta fez uso de faixas de Castelatto branco em alto relevo dos dois lados da porta a fim de setorizar o acesso.

A claridade é generosa tanto em luz natural – que entra pela sacada gourmet e pela janela no estar – quanto artificial, obtida por lâmpadas dicroicas de led embutidas no teto e dois lustres dispostos simetricamente sobre a mesa de jantar – cada um é acompanhado por espelho e aparador.

 

A área gourmet da varanda é definida pela bancada de onde sai a mesa de MDF padrão amadeirado feita sob medida que acomoda oito cadeiras com encosto de fibra. Cortinas em toda a extensão do vidro criam ambiente com iluminação suave. Foto por J. Vilhora

A área gourmet da varanda é definida pela bancada de onde sai a mesa de MDF padrão amadeirado feita sob medida que acomoda oito cadeiras com encosto de fibra. Cortinas em toda a extensão do vidro criam ambiente com iluminação suave.
Foto por J. Vilhora

 

O canto de estar/TV é composto por sofás estruturados de fibra com almofadas de assento e encosto soltos, que ambientam com um toque rústico contemporâneo. Foto por J. Vilhora

O canto de estar/TV é composto por sofás estruturados de fibra com almofadas de assento e encosto soltos, que ambientam com um toque rústico contemporâneo.
Foto por J. Vilhora

 

Um pedido dos moradores foi a presença de elementos que transmitam vida e energia. O desejo foi atendido na varanda gourmet, onde a presença de madeira aumenta e o vermelho toma conta do espaço. Já a cozinha em linhas retas e materiais funcionais, exibe o contraste entre o cinza fosco e o acabamento branco laqueado dos armários de MDF.

Os ladrilhos hidráulicos com estampas florais em tons de vermelho predominam a área externa. A cor quente também está presente nas luminárias da Bela Luz. A churrasqueira leva design e garante praticidade ao preparo de alimentos sobre bancada em forma de ilha. Foto por J. Vilhora

Os ladrilhos hidráulicos com estampas florais em tons de vermelho predominam a área externa. A cor quente também está presente nas luminárias da Bela Luz. A churrasqueira leva design e garante praticidade ao preparo de alimentos sobre bancada em forma de ilha.
Foto por J. Vilhora

 

A cozinha ganhou um canto de refeições obtido pela marcenaria executada em MDF com acabamento em cinza fosco e duas portas de laca branca brilhante. O Lustre da Bela Luz arremata decoração. Foto por J. Vilhora

A cozinha ganhou um canto de refeições obtido pela marcenaria executada em MDF com acabamento em cinza fosco e duas portas de laca branca brilhante. O Lustre da Bela Luz arremata decoração.
Foto por J. Vilhora

 

A cozinha diferencia-se pelo revestimento em porcelanato claro e homogêneo que contrasta ao modelo com padrão mármore. À esquerda, o móvel também acopla os eletrodomésticos. Já à direita, o armário suspenso acabado de laca branca brilhante contrasta com o cinza que também pincela os nichos abertos para deixar produtos sempre à mão. Foto por: J. Vilhora

A cozinha diferencia-se pelo revestimento em porcelanato claro e homogêneo que contrasta ao modelo com padrão mármore. À esquerda, o móvel também acopla os eletrodomésticos. Já à direita, o armário suspenso acabado de laca branca brilhante contrasta com o cinza que também pincela os nichos abertos para deixar produtos sempre à mão.
Foto por: J. Vilhora

 

Os tons neutros continuam no quarto, desta vez com peças com efeitos metalizados. A parede tradicional recebeu cobertura de dry wall em três níveis diferentes e iluminação com fita de led embutida em uma abertura horizontal na altura da cabeceira da cama. O dry wall também foi o recurso utilizado para abrigar a estante de MDF.

 

A suíte principal é dividida em feminino, com lustre de cristal e mesa de cabeceira redonda; e masculino com mesa em linhas retas e armário feito de imbuia. A iluminação com fita de led evidencia o recorte na parede de dry wall. Foto por J. Vilhora

A suíte principal é dividida em feminino, com lustre de cristal e mesa de cabeceira redonda; e masculino com mesa em linhas retas e armário feito de imbuia. A iluminação com fita de led evidencia o recorte na parede de dry wall.
Foto por J. Vilhora

 

Por Rafael Conti
Fotos J. Vilhora
Matéria Publicada em Revista Decorar 96

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!