O deck ideal

Peças imprimem estilo próprio
23 de março de 2014
Barra Funda
28 de março de 2014

Antes de escolher o seu, conheça os materiais disponíveis e os requisitos necessários para instalação

Decks para área externa, de madeira, materiais plásticos ou cimentícios, devem, sem exceção, apresentar características técnicas importantes: antiderrapância, durabilidade e resistência à umidade e à insolação. “É importante observar se o material foi produzido especialmente para aplicações externas e áreas molháveis”, sugere Sebastião Adorno, da FlexDeck. E, se a sua escolha for pela madeira, procure saber se as réguas foram previamente tratadas, secadas em autoclave e se são resistentes a cupins e ao apodrecimento. Madeiras nobres, como o ipê e a itaúba, são tradicionalmente usadas para compor decks, mas réguas de pínus e eucalipto também são encontradas no mercado, com superfície lisa ou frisada (antiderrapante). Já os decks de material plástico, cerâmico ou cimentício, altamente resistentes, conferem um resultado muito semelhante ao da madeira natural e praticamente dispensam manutenção. O primeiro, composto por serragem e resíduos industriais plásticos, tem sua instalação feita por encaixe, como os de madeira. Já os porcelanatos e placas cimentícias pedem uma superfície nivelada para o assentamento e o custo extra de um profissional especializado para realizá-lo. “Quanto maior o formato da placa, mais atenção se deve ter ao nivelamento para que não ocorram trincas e rachaduras”, avisa Cristiane Ferreira, gerente de marketing da Portobello.

 

1. Vendido em placas (40 x 40 cm), o módulo no padrão itaúba é composto de 70% madeira certificada e 30% material plástico. Da Madeplast, sai por 38,36 reais.

01. Madeplast

 

2. Com perfil duplo – liso e antiderrapante, as réguas (2 x 0,10 m) de eucalipto requerem aplicação de verniz. O produto, da Madelink, custa 29,90 reais cada.

2. Madelink

3. Com tom caramelo, o porcelanato (60 x 60 cm) é resistente ao escorregamento e exibe desenho semelhante ao deck tradicional. Cada caixa, com quatro peças, é vendida por 102,09 reais. Da Eliane.

3. Eliane

 

4. As réguas de concreto Madeyra Vecchia no tom canela (2,20 x 0,12 m) têm texturas que reproduzem os veios da madeira. Da Castelatto, custa 256 reais o m².

4. Castelatto

 

5. Produzido para resistir às intempéries, o deck de cumaru zigrinato (com ranhuras) vêm em peças com encaixe macho e fêmea. O produto, instalado e envernizado, sai por 404 reais o m². Disponível também em ipê, roxinho e muiracatiara. Da IndusParquet.

IndusParquet

 

6. Preso às bases de polipropileno no sentido diagonal, o modelo Dubai, de itaúba, possibilita diversas paginações. A caixa com 10 placas (30 x 30 cm) vale 199 reais. Também em madeira cumaru. Da FlexDeck.

6. Flexdeck

Matéria publicada na edição 83.