Jardim França, um cantinho da Europa em São Paulo

Upik: arquitetura móvel em São Paulo
4 de fevereiro de 2016
Projeto mescla objetos decorativos e obras de arte
10 de fevereiro de 2016

Jardim França

Um cantinho da Europa em São Paulo

 

Há quem diga ser um cantinho da Europa em São Paulo. O Jardim França é cheio de charme e magia impressos nas casas, emolduradas por belos jardins que proporcionam um verde intenso, tornando a região singular.

Considerado um bairro nobre, está ao lado de uma reserva florestal, a Serra da Cantareira, sendo delimitado pelas avenidas Tucuruvi, Nova Cantareira e Luís Dumont Villares. Suas principais vias são Vaz Muniz, Ismael Néri, Casa Forte e Gaurama, onde se localiza a igreja Joana D’Arc, primeira construção do local, loteado nos anos de 1950 pelo francês Jacques Funke, por isso o nome. Outra construção pioneira foi o Acre Clube.

 

_MG_7314

 

A partir daí, a venda de lotes intensificou-se, e o bairro começou a ser desenhado. Mas, apesar da expansão, o clima intimista é mantido pela presença de casas de alto padrão, ainda maioria, tendo em vista que, há pelo menos cinco anos, não se registram lançamentos de torres residenciais. “Devido ao zoneamento, não são permitidas construções acima de 10 andares”, explica a arquiteta Silvia Bittelli, que mora e trabalha no bairro. Ela conta que é raro encontrar um apartamento no Jardim França à venda e, quando aparece, em geral, a transação é feita por meio de leilão.

 

Por outro lado, as casas valorizaram muito. Para se ter ideia, o metro quadrado médio chega a custar 133 reais. O comércio da região também é farto, principalmente o gastronômico. É só andar pelas principais ruas e em seu entorno para encontrar padarias, algumas tradicionais como a Jardim França e a Paris, além de bistrôs, bares e restaurantes badalados.

 

_MG_7311


_MG_7310

 

 

 

Por  Nádia Fischer
Imagem Ricardo Breda
Matéria Publicada em Revista Decorar 90

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!