Elegância, integração e áreas de convivência reunidos em um projeto só

Projeto usa panos de vidro no lugar de paredes
18 de março de 2016
O olhar visionário do designer Francisco Calio
31 de março de 2016

Espaçoso e aconchegante

Reformado para conquistar um ambiente social amplo e atender uma família acostumada a viver em uma casa espaçosa

 

Reformado para conquistar um ambiente social amplo e atender uma família acostumada a viver em uma casa espaçosa  e que adora receber, este apartamento teve sua planta original alterada na finalização da construção do edifício, ganhando interiores integrados, com jantar, estar, home theater e bar na mesma área como em uma casa térrea.

“Os moradores, um jovem casal e os filhos de três e seis anos de idade, me pediram um espaço social aconchegante para estimular a convivência em família”, conta a engenheira e designer de interiores Liliana Zenaro, que partiu de ambientações contemporâneas com toques clássicos na medida para agradar aos dois. “Ela é moderna, ligada no mundo das artes e tem a fotografia como segunda carreira. Já o marido é empresário e tem um perfil mais clássico”, diz.

 

Na reforma, a varanda foi fechada com vidro e agora abriga um pequeno estar, ambiente muito usado pelos filhos dos moradores, com sofá, pufe e poltrona revestidos de chenile pela praticidade. Uma dupla de banquetas ressalta no branco e delimita o estar do espaço do bar. As persianas do tipo rolô embutidas no forro filtram a luz e trazem privacidade ao ambiente. No piso, tapete de fibra natural. Foto por Adriana Barbosa

Na reforma, a varanda foi fechada com vidro e agora abriga um pequeno estar, ambiente muito usado pelos filhos dos moradores, com sofá, pufe e poltrona revestidos de chenile pela praticidade. Uma dupla de banquetas ressalta no branco e delimita o estar do espaço do bar. As persianas do tipo rolô embutidas no forro filtram a luz e trazem privacidade ao ambiente. No piso, tapete de fibra natural.

 

O projeto de reforma que resultou no tão almejado ambiente social eliminou a parede divisória, conectando um dos dormitórios ao living para criar o espaço do jantar. E integrou ao social a antiga varanda, que era aberta e estava equipada com churrasqueira e bancada.

Como a construtora não permitiu fazer as intervenções necessárias na construção, foi preciso aguardar a finalização da obra para remanejar a distribuição das áreas e iniciar projeto de interiores, feito após a entrega das chaves.

 

A grande área de estar inclui ambientes distintos, delimitados pela iluminação embutida no forro e pela distribuição do mobiliário que mescla estofados revestidos de chenile e linho e inclui um aparador laqueado de branco que demarca a área destinada ao home theater. Foto por Adriana Barbosa

A grande área de estar inclui ambientes distintos, delimitados pela iluminação embutida no forro e pela distribuição do mobiliário que mescla estofados revestidos de chenile e linho e inclui um aparador laqueado de branco que demarca a área destinada ao home theater.

,

Na antiga varanda, agora localiza-se um pequeno estar e um bar, que é o xodó do proprietário. Para diferenciar o ambiente, a parede foi revestida de pedra portuguesa realçada pela iluminação com mini-dicróicas embutidas no forro. Compondo com a mesa redonda, cadeiras giratórias de fibra que se harmonizam à textura da parede. Foto por Adriana Barbosa

Na antiga varanda, agora localiza-se um pequeno estar e um bar, que é o xodó do proprietário. Para diferenciar o ambiente, a parede foi revestida de pedra portuguesa realçada pela iluminação com mini-dicróicas embutidas no forro. Compondo com a mesa redonda, cadeiras giratórias de fibra que se harmonizam à textura da parede.

 

Desta vista, repare que o home theater sobressai-se no living com suas paredes escuras. Separado pelo aparador, fica o estar pontuado por cores nas almofadas e na tela de Marilda Cavalcanti. Entre os dois, ao fundo, no espaço do antigo quarto, a sala de jantar com mesa para oito pessoas destacada pelo pendente. As dicróicas no forro realçam o naquim sobre papel de Celia Macedo e o espelho. Foto por Adriana Barbosa

Desta vista, repare que o home theater sobressai-se no living com suas paredes escuras. Separado pelo aparador, fica o estar pontuado por cores nas almofadas e na tela de Marilda Cavalcanti.

 

Arq Liliana Zenaro

Ao fundo, no espaço do antigo quarto, a sala de jantar com mesa para oito pessoas destacada pelo pendente. As dicróicas no forro realçam o naquim sobre papel de Celia Macedo e o espelho.

 

“Aguardei a obra ser praticamente finalizada para conseguir derrubar as esquadrias divisórias da varanda, sua bancada com churrasqueira e as paredes do dormitório que seria revertido para a sala”, esclarece. Para integrar a área externa na sala, o forro e o contrapiso foram nivelados, recebendo assoalho de cumaru (Pau Pau). “A varanda foi fechada com vidros e persianas foram instaladas para dar privacidade”, diz.

Com os espaços definidos, o projeto de interiores, pautado na personalidade dos clientes, pôde ser desenvolvido. “A integração das áreas num grande espaço funcional capaz de acomodar a todos resultou num local amplamente usado no dia-a-dia, sem ambientes fechados para servir de home office ou sala de TV”, diz a designer, que lançou mão de uma paleta de cores suaves e madeira empregada no piso para deixar o ambiente elegante e acolhedor. “Como a base é atemporal, incluí tons vibrantes e terrosos através de telas, gravuras e tecidos”, conta.

 

No detalhe da suíte, canto de trabalho com escrivaninha laqueada e cabeceira e criado mudo de madeira, combinando com o piso. O nanquim sobre papel de Celia Macedo leva cor ao ambiente. Foto por Adriana Barbosa

No detalhe da suíte, canto de trabalho com escrivaninha laqueada e cabeceira e criado mudo de madeira, combinando com o piso. O nanquim sobre papel de Celia Macedo leva cor ao ambiente.

 

No hall de entrada, a luminária embutida evidencia-se sobre a parede revestida de seda escura, passando o clima de sofisticação a quem chega. Escultura de metal de Claudia Kiatake. Foto por Adriana Barbosa

No hall de entrada, a luminária embutida evidencia-se sobre a parede revestida de seda escura, passando o clima de sofisticação a quem chega. Escultura de metal de Claudia Kiatake.

 

O projeto foi finalizado com iluminação de efeito para ressaltar os detalhes, a exemplo do recurso de wall washer com mini-dicróicas na parede com pedra portuguesa e lâmpadas AR 70 acima dos móveis, ressaltando vasos e bandejas com um halo dourado, sem ofuscar.

 

 

Por Leticia de Almeida Alves
Fotos Adriana Barbosa
Matéria Publica em Revista Decorar 95

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!