Elegância, ambientes amplos, tons suaves e obras de arte

Viveiro de Mudas
5 de fevereiro de 2016
Nova fase, novo apartamento!
15 de fevereiro de 2016

Elegância, ambientes amplos, tons suaves e obras de arte

Um apartamento elegante e atual, onde podem receber os amigos e relaxar com a família

 

O apartamento de 360 m² em Higienópolis era praticamente novo, pois já havia sido ocupado por outra família. O casal jovem com três filhos iria se transferir de outro imóvel menor também no bairro. Contratada para adequar a planta às necessidades dos futuros moradores, a arquiteta Raquel Kabbani conta que “eles pediram um apartamento elegante e atual, onde pudessem receber os amigos e relaxar com a família”.

 

No estar, as obras de arte ganham destaque. Acima do sofá, esculturas de MDF recortado e pintado, de autoria desconhecida, foram garimpadas numa feira de arte. No detalhe, a tela da artista visual Linda Dayan insere no ambiente nuances de azul, cinza e preto. Mesa de centro da Mythosdesign e objetos Mickey Home.

No estar, as obras de arte ganham destaque. Acima do sofá, esculturas de MDF recortado e pintado, de autoria desconhecida, foram garimpadas numa feira de arte. No detalhe, a tela da artista visual Linda Dayan insere no ambiente nuances de azul, cinza e preto. Mesa de centro da Mythosdesign e objetos Mickey Home.

 

A proposta tirou partido das generosas aberturas do imóvel, que favorecem a farta incidência de luz solar, para criar ambientes sem contrastes cromáticos, definidos por tons tranquilos e toques de cor muito pontuais e delicados. “Aproveitamos muitos dos antigos móveis, como os proprietários solicitaram previamente, e reposicionamos alguns pontos de iluminação embutidos”, acrescenta Raquel sobre as mudanças realizadas durante o processo de reforma.

“Adotamos na sala de estar veludo branco nos sofás, revestimento que foi combinado aos espelhos, à transparência das superfícies de vidro e aos toques metalizados de algumas peças, como os braços das poltronas de couro sintético em tom caramelo e a estrutura do bar e das mesas de centro”, comenta a profissional. “O papel de parede do jantar, a madeira nobre do piano e o tapete de lã e chenille que cobre o living revestido de mármore cumprem a função de aquecer o conjunto e conferem elegância às composições”, diz.

 

3_AB_IMG_0385

Voltadas para o terraço, a dupla de poltronas de couro sintético em tom caramelo (Artefacto) oferece uma visão da paisagem aos moradores. Sobre o piso existente de mármore, o tapete (Clatt) limita o estar ocupado pelos sofás revestidos com veludo, o banco ripado preto (Dpot) e as mesas laterais de madeira assinadas por Alberto Sestini.

 

Neste cenário, a integração dos ambientes valoriza a escolha das peças, que conversam entre si ou destacam-se como elemento único, a exemplo do banco de madeira ripada que demarca o estar assim como as mesas laterais de madeira de formato diferente, do designer Alberto Sestini. Sem contar as obras de arte distribuídas pelos espaços, uma característica marcante do trabalho da arquiteta.

Na sala, esculturas de MDF se destacam, assim como o quadro com pintura geométrica assinado pela artista visual paulista Linda Dayan. Outra obra, de autoria do artista plástico João Migotto, foi alocada na sala de almoço, igualmente clara e iluminada, composta com armários alvos e um conjunto de mesa laqueada de branco e cadeiras de polipropileno pretas.

 

O jantar é composto com mesa de imbuia e cadeiras estofadas com camurça, desenhadas pelo designer Alberto Sestini e um elegante lustre de cristal fundido (Puntoluce). Na sala do almoço, o conjunto é formado por mesa laqueada (Breton Actual), cadeiras escuras (Bella Brasil) e escultura de pratos de porcelana, assinada por João Migotto.

O jantar é composto com mesa de imbuia e cadeiras estofadas com camurça, desenhadas pelo designer Alberto Sestini e um elegante lustre de cristal fundido (Puntoluce). Na sala do almoço, o conjunto é formado por mesa laqueada (Breton Actual), cadeiras escuras (Bella Brasil) e escultura de pratos de porcelana, assinada por João Migotto.

 

Passando para outro setor da residência, é possível perceber que a quase inexistência de contraste cromático dos ambientes sociais se inverte quando se trata da sala de TV.

“Ali, um sofá púrpura com generosa profundidade e muito conforto estabelece um jogo de cor com a poltrona vermelha”, diz Raquel. Já nas paredes, os painéis de madeira e os pequenos quadros da artista Carol Marcus sobre a pintura com textura bege lembram os tons esmaecidos adotados no estar.

 

No home-theater, o conforto impera no espaçoso sofá púrpura da Brentwood. Junto dele, a poltrona (Mythosdesign) convida à leitura. Este espaço também ganhou portas de correr que dão pra o corredor interno com quadros da artista Carol Marcus, que também assina as obras da parede com pintura texturizada (Pavão Tintas).

No home-theater, o conforto impera no espaçoso sofá púrpura da Brentwood. Junto dele, a poltrona (Mythosdesign) convida à leitura. Este espaço também ganhou portas de correr que dão pra o corredor interno com quadros da artista Carol Marcus, que também assina as obras da parede com pi]ntura texturizada (Pavão Tintas).

 

 

Por Leticia de Almeida Alves
Fotos
Adriana Barbosa
Matéria Publicada
em Revista Decorar 92.

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!