Claudia Elias

Arquitetura sensorial
10 de março de 2014
Dicas Leste
17 de março de 2014

Claudia Elias

Em seus projetos de interiores, a arquiteta valoriza a tecnologia sempre com foco na satisfação do cliente

Com 16 anos de carreira solo, Claudia Elias é formada em arquitetura e urbanismo, especializando-se em decoração residencial, comercial, coorporativa e imobiliária. Ela começou estagiando em empresas de móveis planejados e trabalhando como assistente, no escritório da arquiteta Beatriz Dutra e logo voou com as próprias asas. De personalidade marcante e ativa, ela divide-se em várias para tocar os projetos (atualmente são dez), cuidar da família e ainda correr e jogar tênis. Até para poder se organizar, a maioria deles está no Morumbi, Panamby e Itaim, na região Sul onde se localiza seu escritório, mas também tem obras na Mooca e no Tatuapé.

Seus clientes são empresários e profissionais liberais com os quais realiza uma “demorada entrevista para tentar arrancar o máximo de informações”, diz. É quando ela fica sabendo das necessidades, aspirações e o prazo esperado; e o cliente de como funciona o seu trabalho. Além desse diálogo, depois de pronto o projeto, apresentado por meio de plantas, perspectivas, memoriais, projetos executivos e muitas amostras, Claudia sai às compras com o cliente e confessa que é uma etapa “agradável na imensa maioria das vezes”. Tudo para que no final o cliente sinta prazer em desfrutar da nova casa. Como esta cobertura dúplex no Ibirapuera, com 600 m2, a qual Claudia foi incumbida de adaptar a planta básica da construtora adequando-a às necessidades da família para que tivesse um layout durador. “O principal objetivo foi criar espaços amplos para serem usados agora ou daqui a 10 anos sem grandes alterações”, ressalta.

O casal de empresários com filhos crescidos adquiriu o imóvel a fim de receber os futuros netos com conforto e praticidade. Como na planta original já existia uma varanda e piscina no segundo pavimento, no pavimento inferior, o projeto integrou a varanda à sala principal, permitindo que a sala de jantar e o escritório ficassem mais espaçosos. Originalmente, o apartamento possuía quatro suítes, e a proposta incorporou uma delas à suíte do casal que passou a ter dois closets, assim como dois banheiros. Com a alteração também foi possível ampliar o closet da filha. Inspirada em possibilidades de grandes festas, Claudia elaborou com critério o pavimento superior. A varanda virou uma sala de jogos com direito a mesa de sinuca. E a churrasqueira recebeu uma cozinha gourmet. Seguindo o gosto pelo luxo, dourado e cores fortes, o design de interiores tirou partido de acabamentos nobres, mobiliários confortáveis e iluminação elaborada. Depois de pronto, com a bela vista da cidade, a cobertura ficou apropriada para o dia a dia dos moradores.

01

01. Claudia preocupa-se com cada detalhe. Neste projeto, o frontão da lareira com mármore da VMG que combina com a poltrona (Breton), revestida de veludo, fez a diferença do setor social.

 

02

02. O living foi revestido de porcelanato Portobello, que imita travertino e faz fundo para os móveis e os painéis amadeirados. O estar é demarcado pelo sofá (Breton) e o tapete (Avanti).

 

03

03. O estar separa-se do escritório pela divisória vazada em madeira executada pela Modilon, que preserva a intimidade e garante a entrada de luz natural. A tela de Rejane Tacchi leva cor ao ambiente. A poltrona à direita é da Artefacto. E, para apoiar o ambiente, par de mesas de centro da Breton e laterais da Brentwood. Objetos da Griffes & Design.

 

04

05

04. e 05. A área do home theater recebeu um confortável sofá retrátil, mas a vedete é o tapete gráfico. A sonorização é da Antares. O nicho da escada recebeu revestimento da Portobello e iluminação especial, ganhando um pouco de brilho graças à cômoda bombê do proprietário.

 

06

07

08

06. 07. e 08. A varanda foi fechada e protegida por persianas da Luri. De um lado, o jantar com móveis da Bretnwood que se destaca pelo espelho bisotado, a bancada em pedra da VMG e a iluminação da La Lampe e se integra à cozinha pela sala de almoço (Florense). Do outro, o home office estruturado com marcenaria tem poltrona giratória da Breton.

 

09

09. A suíte do casal foi aquecida pela madeira no piso da IndusParquet e o projeto de iluminação. A cabeceira estofada da Breton e os tapetes felpudos propiciam aconchego; e os móveis da Florense garatem praticidade. Persiana da Luri.

 

10

10. No banho feminino, a bancada (VMG Mármores) reserva área para a beleza. Sobre ela, o espelho de ponta a ponta amplia o espaço e espalha a luz natural.

 

11

12

11. e 12. No espaço gourmet, móveis de fibra da Breton mobíliam com design e praticidade. Bancada e revestimento da churrasqueira mármore da VMG e painéis da Modilon. Na área da piscina, espreguiçadeiras acompanham a decoração.

 

13

14

15

13. 14. e 15. A varanda deste pavimento foi transformada em área de jogos com mesas de sinuca e de carteado, complementada com um estar. Persianas da Luri.

 

16

16. No home theater do segundo piso, também a mistura de marcenaria e móveis de design fazem a diferença do projeto. Integrado à sala de jogos, ele completa o setor de lazer com equipamentos da Antares.

 

17

17. Na área do estar do home theater, piso de madeira da IndusParquet quebra a frieza dos revestimentos usados nos espaços do lazer. Duas namoradeiras criam mais um ambiente de convívio.

 

Perfil

_MG_9989_edited

Naturalidade: paulista

Graduação: arquitetura e urbanismo, na Universidade São Judas Tadeu (1994)

Tempo de atividade: 19 anos

Áreas de atuação: decoração residencial, comercial, coorporativa e imobiliária

Regiões em que atua: Sul e Leste

Perfil dos clientes: empresários e profissionais liberais

Estilo que adota: moderno, caracterizado por dinamismo

Morar bem é: essencial

Luxo é: marcante

Bom design é: atemporal

O cliente ideal é: aquele que confia no profissional

Referências que pautam seus projetos: revistas de decoração, viagens, livros, feiras

Um mobiliário: chaise-longue Rio, de Oscar Niemeyer

Uma obra de arte: Pietà, de Michelangelo

Um revestimento: pedras naturais

Uma obra de arquitetura: Guggenheim

Um ícone de São Paulo: avenida Paulista

 

Com trajetória de 19 anos, Claudia Elias escolhe acabamentos, objetos e mobiliários sempre de acordo com a necessidade do cliente. Neste hall, o espelho veneziano atende ao gosto da proprietária por brilhos, por exemplo.

 

Matéria de capa publicada na edição 83.