Casa de arquiteto

Valorizando interiores e a entrada de luz natural
15 de fevereiro de 2016
Escritório movel de arquitetura dentro de um contêiner!
18 de março de 2016

Casa de arquiteto

O imóvel foi idealizado pelo arquiteto Magno Moreira para sua própria moradia.

 

Com 240 m2 de área, essa casa de três pavimentos ocupa um terreno de 161 m2, localizado em uma região agradável de São Miguel Paulista. Sua história é bastante peculiar: o imóvel foi idealizado pelo arquiteto Magno Moreira para sua própria moradia. O desafio, no entanto, foi organizar o programa extenso em um lote com dimensões reduzidas e dispor os cômodos de maneira a garantir comodidade e conforto.

Construção é geminada de outra residência, com o mesmo perfil, para a irmã do arquiteto. “Dividi o lote de 322 m2 em dois, por isso a configuração mais estreita da casa. Além disso, e tirei partido da iluminação natural, decorrente da adoção de grandes vãos”, explica o arquiteto.

 

_DSC3648

A escada munida de corrimão metálico esparrama-se no ambiente como uma escultura. Veja que nichos foram pensados já na construção para objetos decorativos. A parede principal foi adesivada com a Torre Eiffel.

 

2__DSC3629

Com pé-direito duplo, a sala de jantar integrada com a cozinha que recebeu móveis da Edy Planejados beneficia-se com a luz natural. No piso superior, o guarda-corpo acompanha o mesmo desenho. Na galeria, adesivos com imagens de croquis de Oscar Niemeyer, arquiteto admirado pelo dono da casa.

 

A distribuição dos cômodos se deu de modo a voltar os ambientes sociais para a varanda criada atrás. Assim, cozinha, por exemplo, encontra-se na frente da construção.

Na sequência, vem a sala de jantar integrada e com pé-direito duplo, que possibilita conexão visual com o andar superior.

 

4_FOT_ARQ_RMM_014

O projeto tirou partido dos adesivos tanto na bancada quanto no fundo da pequena prateleira.

 

3_FOT_ARQ_RMM_010

A sala de jantar é conectada à cozinha pelo balcão de granito. Repare no nicho espelhado que foi pensado na arquitetura para abrigar objetos decorativos. Dois pendentes Argos (Artlumi) pincelam de cor à proposta e também segmentam os dois espaços.

 

O estar encontra-se nos fundos do imóvel, integrado à varanda. “Fiz esta inversão, pois a intenção é ter privacidade nas horas de lazer e, ao mesmo tempo, ficar atento aos movimentos da rua na cozinha, enquanto se lava uma louça ou prepara a refeição”, justifica Moreira.

Quanto aos acessos, ao todo são três: um pelo subsolo, outra pela cozinha e entrada pelo corredor do living.

8_FOT_ARQ_RMM_034

O estar que serve como home theater foi situado no fundo do lote para estar vizinho à varanda. Jovial e contemporâneo, o ambiente recebeu papel na parede ao fundo e nos nichos. Assim um confortável sofá retrátil e uma poltrona wassily mobíliam a área para ser desfrutada tanto com amigos quanto para uma boa sessão de filmes.

 

7_FOT_ARQ_RMM_032

O quadro de Anselmo Oliveira Junior leva cor ao ambiente planejado em cores neutras.

 

Outra questão importante mencionada pelo arquiteto se refere à decoração. Não foi pensada após a conclusão da obra, mas concomitante. Por isso, a presença de nichos na própria alvenaria.

No pavimento superior, para imprimir um conceito contemporâneo ao conjunto, o escritório é aberto, de onde se tem visão do térreo com jantar. No mesmo andar ainda existem ainda três suítes, todas servidas por varandas.

 

FOT_ARQ_RMM_019

O escritório que se situa no superior e também foi revestido com um adesivo da paisagem de Nova York.

 

9_FOT_ARQ_RMM_025

Localizada no funo do lote, a suíte principal é mais ampla que as demais, totalizando cerca de 26m². Uma parede com TV separa a área de dormir do banheiro.

 

Nos interiores da casa, o objetivo foi criar ambientes elegantes e confortáveis, baseado em uma paleta de cores claras e neutras. Além da elegância, a escolha do mobiliário, dos revestimentos e dos tecidos se deu em função da funcionalidade e da praticidade, como na suíte principal, por exemplo.

Outros detalhes podem ser destacados como únicos, imprimindo ainda mais personalidade aos ambientes, como a parede da escada pintada na cor verde bandeira, com adesivo da Torre Eiffel amarela. Solução semelhante foi dada ao escritório, que tem foto da paisagem de Nova York ao fundo da mesa de trabalho e adesivos de croquis de obras de Oscar Niemeyer no corredor de circulação.

 

11_FOT_ARQ_RMM_043

Nos fundos, o espaço de churrasqueira é integrado ao jardim. Uma jabuticabeira, com cerca de 20 anos, também foi transplantada no local.

 

FOT_ARQ_RMM_002

 

Na área externa, o agradável paisagismo incluiu o transplante de uma jabuticabeira com cerca de 20 anos. Para racionalizar a água, o projeto especificou um sistema de captação da chuva e ainda reaproveita as águas de todos os pontos de torneiras dos quintais e varandas. Super ecológica!

 

 

Por Nadia Fischer
Fotos Divulgação
Matéria Publicada em Revista Decorar 94.

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!