Projeto mescla objetos decorativos e obras de arte

4 boas ideias para transformar a casa em um ótimo local para reunir amigos e família
5 de fevereiro de 2016
Nova fase, novo apartamento!
15 de fevereiro de 2016

 Vermelho oriente

Projeto mescla objetos decorativos e obras de arte

 

Um apartamento no Jardim Paulista com amplas dimensões, cerca de 350 m2, apesar de confortável, necessitava de modificações devido à passagem da infância para adolescência dos dois filhos. Como já conheciam o trabalho do arquiteto Glen Finch, que já havia realizado outros projetos para a família, o casal confiou-lhe à missão de transformar a morada em um local mais apropriado à nova fase. “A reforma contemplou a redistribuição de algumas áreas e criação de novas, conjuntamente com integração de outros ambientes”, explica.

 

Em contraste com o estofado cinza da Artefacto, a tela de Cláudio Pena cria uma área vermelha no ambiente. No centro, mesa de madeira da Jocal, onde se destacam objetos da Cecília Dale e Benedixt. No detalhe ao lado, pequena escultura oriental.

Em contraste com o estofado cinza da Artefacto, a tela de Cláudio Pena cria uma área vermelha no ambiente. No centro, mesa de madeira da Jocal, onde se destacam objetos da Cecília Dale e Benedixt. No detalhe ao lado, pequena escultura oriental.

 

Um dos dormitórios de hóspedes, pouco utilizado, foi eliminado para ceder lugar a um confortável home theater, solicitação dos filhos, que também funciona como estar, integrado ao antigo living. Uma das intervenções para a criação do novo espaço deu-se no teto de gesso, que originalmente apresentava duas vigas de concreto baixas.

Com o objetivo de escondê-las, criou-se um teto de gesso em forma de colméias, com iluminação embutida e dimerizada em sincronia com tampo retrátil para projetor, caixas de som e telão. A parede foi recoberta por couro em relevo. “Esse tipo de revestimento seguiu o gosto do cliente por composições mais sóbrias, requintadas e atemporais”, acrescenta.

 

Criado com a eliminação de um dos dormitórios, o amplo home theater tem parede revestida de couro natural (Empório Beraldin). Aqui, o destaque fica por conta do teto de gesso em forma de colméia, um artifício para driblar as dimensões baixas do pé direito. O sofá em L da Artefacto abriga com conforto a família e os amigos. Toques de cor sobre a base neutra foram obtidos pelo tapete (Século Tapetes) e por algumas almofadas. Da reforma, também surgiu o bar, instalado em um dos cantos do living. As cadeiras preexistentes receberam acabamento de camurça da Quaker.

Criado com a eliminação de um dos dormitórios, o amplo home theater tem parede revestida de couro natural (Empório Beraldin). Aqui, o destaque fica por conta do teto de gesso em forma de colméia, um artifício para driblar as dimensões baixas do pé direito. O sofá em L da Artefacto abriga com conforto a família e os amigos. Toques de cor sobre a base neutra foram obtidos pelo tapete (Século Tapetes) e por algumas almofadas. Da reforma, também surgiu o bar, instalado em um dos cantos do living. As cadeiras preexistentes receberam acabamento de camurça da Quaker.

 

A antiga copa também deu espaço para o atual bar, que se liga ao estar. O jantar também não tinha as dimensões que tem atualmente e, graças à eliminação desse mesmo dormitório, foi possível remodelá-lo. A partir da nova configuração, conectado aos demais espaços do living, passou a acomodar com mais conforto a mesa existente, com lugar para dez pessoas.

 

A sala de jantar também ficou mais espaçosa, acomodando com mais conforto a mesa para dez pessoas, já pertencente à família. O ambiente recebeu complementos como um bufê (Chile Marcenaria) e elegante luminária sob medida.

A sala de jantar também ficou mais espaçosa, acomodando com mais conforto a mesa para dez pessoas, já pertencente à família. O ambiente recebeu complementos como um bufê (Chile Marcenaria) e elegante luminária sob medida.

 

O imóvel, que ocupa um andar de um elegante edifício no Jardim Paulista, estava em bom estado de conservação, mas, aproveitando as interferências, atualizaram-se os revestimentos, segundo o desejo dos moradores. O Pantone original foi mantido, como o marrom do couro sobre a parede e o sofá, o tom da madeira, bem como a tonalidade do linho dos estofados e do sisal do tapete. O restante foi especificado de acordo com o entorno, mas sempre em harmonia com as cores originais.

 

A suíte do casal foi mobiliada com peças de estilo, como cama com cabeceira em capitonê e criado-mudo envelhecido (Jocal).

A suíte do casal foi mobiliada com peças de estilo, como cama com cabeceira em capitonê e criado-mudo envelhecido (Jocal).

 

Com a reformulação, o lavabo recebeu papel texturizado da Bucalo. Uma moldura redonda folheada a prata demarca o espelho. A tela de Benzzati valoriza o espaço usado pelas visitas.

Com a reformulação, o lavabo recebeu papel texturizado da Bucalo. Uma moldura redonda folheada a prata demarca o espelho. A tela de Benzzati valoriza o espaço usado pelas visitas.

 

Além das modificações citadas, o arquiteto se ateve ainda às instalações elétricas sendo substituídas, uma vez que os eletrodomésticos e equipamentos de áudio e vídeo atuais possuem outras potências. O mesmo se deu ao projeto luminotécnico, desenvolvido pela equipe do escritório, que foi atualizado.

No conjunto, mesclaram-se lâmpadas AR 111, dicróicas, lâmpadas par 20 e 30, minidicróicas, LEDS em forma de lâmpadas e fitas, entre outros. Ou seja, para cada ambiente ou tipo de uso, uma luminância diferenciada. E, ao fim, o apartamento ficou elegante e funcional.

 

Por Nádia Fischer
Fotos Marcelo Magnani
Matéria Publicada em Revista Decorar 92

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!