Projeto une a área social de apartamento de 82 m² para estimular o contato familiar

Projeto assinado por Leo Shehtman valoriza peças criativas que remetem ao clima praiano
15 de junho de 2016
Daniela Cianciaruso, Ricardo Caminada e seu amor pela decoração
28 de junho de 2016

Área Social e contato familiar

A integração de ambientes é a ferramenta mais eficiente e amplamente utilizada

 

 

Com os apartamentos cada vez mais enxutos nas grandes cidades como São Paulo, tornou-se indispensável lançar mão de recursos que aumentem a sensação de amplitude nesses imóveis. A integração de ambientes é a ferramenta mais eficiente e amplamente utilizada nessas horas, e a eliminação de paredes traz não apenas espaços maiores, como pode significar mais proximidade e convivência para uma família com rotina agitada. Esse é um dos objetos de um casal de empresários, com um filho de 12 anos, que inspirou a arquiteta Marcy Ricciardi nesse projeto. Ao pedir a unificação dos ambientes do novo lar na Vila Formosa, eles queriam poder ter o máximo de contato mesmo com a correria do dia a dia.

 

Sem qualquer divisão e com o piso único, o terraço se integra totalmente à sala de jantar, quase como uma extensão desse ambiente. Um banco (Natini) separa jantar de estar, integrado ao home theater e delimitado também apenas pela posição dos móveis. Para amplitude, revestimentos claros, espelhos e tampos de vidros.

Sem qualquer divisão e com o piso único, o terraço se integra totalmente à sala de jantar, quase como uma extensão desse ambiente. Um banco (Natini) separa jantar de estar, integrado ao home theater e delimitado também apenas pela posição dos móveis. Para amplitude, revestimentos claros, espelhos e tampos de vidros.

 

O canto do estar ficou sofisticado e convidativo com uma pequena adega e painéis iluminados, ambos feitos pela marcenaria Império Kaori. Os toques descontraídos ficam por conta da mesa de centro (Tryo) que reaproveita um pedaço de tronco e do lustre com três cúpulas pendentes em alturas diferentes. Os demais móveis são da Natini.

O canto do estar ficou sofisticado e convidativo com uma pequena adega e painéis iluminados, ambos feitos pela marcenaria Império Kaori. Os toques descontraídos ficam por conta da mesa de centro (Tryo) que reaproveita um pedaço de tronco e do lustre com três cúpulas pendentes em alturas diferentes. Os demais móveis são da Natini.

 

A profissional deveria deixar o imóvel de 82 m² visualmente amplo, prático, aconchegante e sofisticado, com um toque descontraído e jovial. “Eles não queriam nada clássico. Minha prioridade foi traduzir a personalidade e o estilo de vida da família”, conta. O apartamento, entregue pela construtora sem qualquer revestimento ou bancadas a pedido dos proprietários, ganhou novo layout para atender às necessidades dos futuros moradores. A planta inicial com uma suíte, dois quartos e um banheiro foi reformulada para ter mais uma suíte e ampliar a sala. “Outra mudança considerável foi o nivelamento do living com o terraço, sugerindo um espaço único”, relata Marcy.

 

O painel vivo (Sky Garden) no terraço coberto é uma boa solução para se ter um jardim dentro de casa sem ocupar espaço e ainda acrescentar um destaque ornamental. A mesa e o banco de madeira de demolição (Natini) dão um aspecto rústico ao ambiente, destinado a situações mais informais, como receber os amigos.

O painel vivo (Sky Garden) no terraço coberto é uma boa solução para se ter um jardim dentro de casa sem ocupar espaço e ainda acrescentar um destaque ornamental. A mesa e o banco de madeira de demolição (Natini) dão um aspecto rústico ao ambiente, destinado a situações mais informais, como receber os amigos.

 

Pensado para entreter, o terraço recebeu uma pequena churrasqueira, com dimensão apropriada para a área do imóvel, que não comporta grandes reuniões. Os ladrilhos hidráulicos estampados (Eliane) levam um ar retrô, contrastando com o estilo rústico e contemporâneo do espaço.

Pensado para entreter, o terraço recebeu uma pequena churrasqueira, com dimensão apropriada para a área do imóvel, que não comporta grandes reuniões. Os ladrilhos hidráulicos estampados (Eliane) levam um ar retrô, contrastando com o estilo rústico e contemporâneo do espaço.

 

Após as intervenções estruturais, o primeiro passo foi harmonizar toda a área social – living, terraço, cozinha, lavabo, cozinha e área de serviço – instalando o mesmo piso em um tom claro que contribui para a sensação de amplitude, reforçada com vidros e espelhos. Toda a base foi feita em cores sutis e complementada principalmente com elementos de acabamentos amadeirados, como os painéis de TV e na sala de estar, que trazem aquecimento e aconchego. As pitadas de ousadia aparecem em acessórios inusitados, como o jardim vertical no terraço que ornamenta os ambientes em volta e atrai a atenção dos olhares. Para o mobiliário, foi adotada uma linguagem contemporânea, predominando as linhas retas e simples.

 

Com poucos elementos em tons vibrantes, as pastilhas (Eliane) foram a saída para dar um toque de cor ao projeto. Na cozinha, o revestimento púrpura escuro reveste a área molhada sem ser o único ponto de contraste, ao compor com a bancada em granito preto absoluto (Brutu’s). Já o verde no banheiro do filho deixa o ambiente mais jovial.

Com poucos elementos em tons vibrantes, as pastilhas (Eliane) foram a saída para dar um toque de cor ao projeto. Na cozinha, o revestimento púrpura escuro reveste a área molhada sem ser o único ponto de contraste, ao compor com a bancada em granito preto absoluto (Brutu’s).

 

O projeto luminotécnico foi a etapa final, mas não menos importante, pensado para realçar as soluções e sensações criadas em cada cômodo. A iluminação, hora indireta e hora focada, foi automatizada para permitir que os moradores criem cenas, proporcionando a luz adequada para diferentes situações e espaços não cansativos. “A união de todos os elementos atribuiu aos ambientes um aspecto confortável e acolhedor”, explica a arquiteta.

 

Já o verde no banheiro do filho deixa o ambiente mais jovial.

Já o verde no banheiro do filho deixa o ambiente mais jovial.

 

 

 

Por Marina Sola
Fotos Alessandro Guimarães
Matéria Publicada em Revista Decorar 103.

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!