Unindo-se ao verde do terreno, residência tem fachada principal revestida de vidro e abusa de aberturas e transparências

destaque
Projeto de apartamento para o condomínio Trio by Lindenberg aposta na mistura de cores e texturas
16 de outubro de 2017
destaque
Estilo contemporâneo atemporal de Camille Dalla prima pelo alinhamento perfeito entre simplicidade e sofisticação
3 de novembro de 2017
destaque

Casa de vidro

Volumétrica e predominantemente revestida de vidro, residência se comunica com o terreno ao seu redor

 

 

 

vidro1

Amplo, com pé-direito duplo e muita luz natural, o living é integrado com a sala de jantar. Aqui, as esquadrias Lohn, feitas com perfis de PVC Veka, simulam a madeira. O mobiliário é sóbrio, como a dupla de sofás e poltronas de couro, combinados com elementos mais rústicos, como as mesas de centro de tora de madeira.

 

Contemporânea, minimalista e com forte identidade – é assim que a arquiteta Marília Ruschel define essa casa de 830 m² divididos em três pavimentos, localizada na deliciosa praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis (SC). Os proprietários – um casal e dois filhos – desejavam um lar para temporada aconchegante e com grande impacto visual, além de ambientes espaçosos e integrados ao jardim interno.

 

“A arquitetura deve atribuir novos valores a serem partilhados socialmente e impulsionar o convívio em suas dependências”

Marília Ruschel, arquiteta

 

vidro2

Unindo-se ao verde do terreno, a residência de três andares tem fachada principal revestida de vidro, fazendo a casa mimetizar-se com o exterior. Um pergolado de madeira e brises de alumínio que imitam o mesmo material protegem a casa volumétrica do sol extremo.

 

“A orientação do sol em relação ao lote foi o ponto de partida desse projeto”, expõe a profissional. Assim, a face sul, que tinha menos incidência de luz, ganhou uma cobertura metálica termoacústica revestida de cumaru, que protege living, jantar, jardim interno e mezanino; a face oposta une esquadrias de PVC cor de carvalho e vidro. A fachada principal, por sua vez, é envidraçada e contou com brises de alumínio amadeirada, brincando com volumes cheios e vazios. Essa parte também conta com um pergolado que, coberto de vidro, marca a entrada da casa, ligando-se ao mezanino. “A fachada principal e sua volumetria de um cubo leve, com amplas superfícies envidraçadas e pé-direito duplo, se contrapõe ao ‘cubo maciço’ de um pavimento revestido de porcelanato travertino romano bruto”, comenta Marília. Nessa disposição, os dormitórios foram alocados de frente para a área de lazer e recebem luz natural durante a maior parte do dia.

 

vidro3

O living ocupa dois andares e se conecta com o mezanino. Tudo é muito claro e limpo, já que há predominância do vidro e madeira, e o verde invade os interiores para dar frescor.

 

Abusar da madeira, vidro, alumínio e porcelanato reforçou a identidade conceitual do projeto, com muitas aberturas e transparências. A profissional ainda pensou em pontos sustentáveis, como estimular a ventilação cruzada e utilizar aquecimento solar em toda residência.

 

Interiormente, dois pavimentos da casa abrigam a sala de estar, sala de jantar, quatro suítes, home office, atelier, área externa de lazer com piscina e espaço gourmet integrado. No subsolo encontra-se a adega e, claro, garagem. Os ambientes são predominantemente integrados, tornando os espaços amplos e fluidos, com um décor de personalidade, mas atemporal, bastante sóbria.

 

vidro4

Os cômodos são integrados, mas, em alguns casos, portas de correr de vidro possibilitam a privacidade. Nesse espaço de estar, mais recluso, os móveis ficam dispostos de forma clássica para dar aconchego.

 

 

 

Por Marcela Millan
Imagens  Lio Simas
Matéria Publicada em Revista Decorar 124.

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *