Neste projeto, os ambientes foram dispostos para que ficassem visualmente integrados e contemplassem a luz natural

destaque
Repaginado, hotel em Seattle se integra à natureza que o cerca
19 de Abril de 2018
destaque
Chef Renata Vanzetto lança o Matilda Lanches, de visual rústico e aconchegante
21 de Abril de 2018
destaque

Arquitetura iluminada

Neste projeto em Itatiba, interior de São Paulo, a intensa luz natural dispensa a iluminação elétrica durante o dia.

 

 

 

projeto2

O projeto valoriza as belezas naturais que o rodeiam.

 

Inspirada no pavilhão de Mies Van Der Rohe, em Barcelona, esta casa térrea de 250 m², em Itatiba (SP), foi desenhada por Felipe Rassini para integrar as áreas internas e externas, de modo que as belezas naturais no entorno invadissem o morar. “Todos os ambientes foram dispostos para que a luz natural pudesse ser sempre protagonista”, explica Rassini.

 

O arquiteto conta que a casa foi projetada com uma modulação que facilitasse a construção, com 6 x 3 m, e a partir daí foram-se criando as salas, a cozinha, os dormitórios e demais cômodos. Tal estratégia permitiu que as paredes de vidro fossem manejadas e trouxessem a desejada luz natural – controlada, na sala, por persianas que amenizam a temperatura e a incidência dos raios solares. “De qualquer ponto da sala, a vista é verde”, afirma Rassini. Sem contar a economia de energia, já que não há necessidade de acionar as luzes durante o dia.

 

projeto1

Repare como as paredes de vidro permitem um diálogo entre exterior e interior.

 

projeto3

O porcelanato natural que reveste o piso estabelece a integração do living com a cozinha e a sala de jantar. As cortinas do Atelier das Cortinas garantem mais conforto e proteção.

 

A integração total da sala de TV, sala de jantar e cozinha foi uma sugestão apresentada aos proprietários – e aprovada. Sem divisórias, os ambientes são unidos pelo porcelanato natural que reveste o piso.

 

E a escolha dos elementos decorativos – como o rack e o sofá da sala de TV, a mesa e o lustre da sala de jantar, a bancada e o armário da cozinha – trazem traços suaves e retos que reafirmam o protagonismo das belezas naturais do lado de fora. As cores foram igualmente trabalhadas para que o destaque fosse o verde do exterior: os móveis e objetos têm tons neutros, com base clara, que deixam o destaque para as cores da natureza.

 

“Nesta casa, todos se conversam. Até mesmo quem está do lado de fora fica visualmente integrado”

Felipe Rassini, arquiteto

 

projeto4

A mesa de centro da GP Life Decor combina com o sofá desenhado por Rassini.

 

projeto5

Detalhe do rack que também é assinado pelo arquiteto e executado pela Marcenaria Colônias Casa Grande.

 

projeto6

Na sala de jantar, a mesa e o pendente, do Laboratório da Luz, dão um charme descontraído ao ambiente.

 

O acesso para os dormitórios se dá por um corredor feito de madeira e vidro, um recurso que acentua a conexão da casa com a natureza. Do corredor se vê a jabuticabeira entre o bloco da área social e o da área íntima – colocada ali quando era pequena, como explica Rassini. “A ideia do morador é ver a árvore crescer junto com os netos.”

 

Nos quartos, manteve-se o padrão suave e minimalista da área social, recebendo também muita luz natural. Mas além da persiana solar, painéis blackout e ar-condicionado garantem maior conforto. Dois metros abaixo da casa principal, foi construída a área de lazer, com espaço gourmet e piscina, ideal para os dias de sol.  Afinal, a luz é o personagem principal neste projeto.

 

projeto7

O vidro foi encaixado entre os pilares de madeira maciça no corredor.

 

projeto8

Entre as duas áreas principais da casa, a bela jabuticabeira que acompanhará o crescimento dos netos do casal.

 

projeto9

A área da piscina, com mesa de Patrícia Almeida e cadeiras de Fernando Jaeger.

 

projeto10

O quarto mantém a estética discreta e elegante, com roupa de cama da Buddemeyer Casa. Mobiliário de madeira e tapete sisal ressaltam o uso de elementos naturais.

 

 

 

 

Por Victor Hugo Felix
Imagens Edson Ferreira
Matéria Publicada em Revista Decorar 129.

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!