Mix de estilos transforma ambientes neste projeto

destaque
Peças de personalidade enriquecem projeto que recebeu revestimentos nobres e reconfigurou mobiliário já existente
19 de julho de 2017
destaque
Pautado pela sustentabilidade e por um cardápio saudável, restaurante ganha configuração cool
23 de julho de 2017
destaque

Em equilíbrio

Apartamento une clássico e contemporâneo em um décor balanceado

 

 

Augusto Manzatto arquitetura

O tapete verde de náilon, da Saint Germain, demarca o estar numa proposital separação da sala de jantar. A dupla de poltronas de linho e madeira, da Casa Malgga, conversa com o aparador de madeira louro freijó. Na parede, quadro de Lucia Bromberg (Moldura Minuto). As cortinas de linho controlam a luminosidade.

 

Em busca de uma vida mais confortável para desfrutar da aposentadoria, o casal – ele bancário, ela dona de casa, sempre unidos e felizes com a presença dos três filhos e noras – resolveu deixar o caos da capital paulistana de lado, mudando-se para a região de Cambuí, em Campinas. Ali, encontraram um apartamento de 180 m² da década de 1980, que decidiram reformar. “O imóvel era impessoal, antigo e escuro, com acabamentos e móveis ultrapassados. Não era receptivo nem aconchegante; estava fora do contexto, do gosto e das necessidades dos novos moradores”, explicam Vivian e Augusto Manzato, arquitetos do Noh Arquitetura, que tocou a reforma do imóvel.

 

Para torná-lo mais agradável para as reuniões em família, um dos quartos da planta original foi transformado em sala de TV – uma das paredes que antes o segregava do living foi substituída por porta de correr, criando um acesso para ele. Outro cuidado foi trocar todo o revestimento do piso da sala, que estava muito danificado, com a necessidade de refazer, inclusive, o contrapiso. No lugar da antiga pedra rústica, foi eleito um porcelanato que evoca o mármore crema marfil, para um ambiente elegante, mas sem exageros.

 

Augusto Manzatto arquitetura

Destaque para a poltrona Luís XV, que, após reformada, ganhou tecido de poá verde. Ela é o ponto de partida do décor composto com poltronas de design italiano de linho com debrum marrom, da Casa Malgga, e espaçoso sofá de linho Artezzi. A mesa de centro de vidro, com linhas retas e simples, é um contraponto contemporâneo.

 

Augusto Manzatto arquitetura

A madeira é predominante na sala de jantar, que recebeu um painel iluminado de freijó dourado. Na mesma linguagem, a mesa de nogueira, da Artzzi, tem pé central e faz parceria com cadeiras revestidas de suede. Para trazer o ar clássico, o pendente é de cristal âmbar, de Maria Pia Casa.

 

Augusto Manzatto arquitetura

Destaque para o buffet de volume único, de cinamomo pecã, que abriga bandeja e acessórios da Cleusa Presentes.

 

Todo o apartamento segue uma mesma paleta de cores e materiais para criar uma unidade no projeto. “Na cozinha e banheiros, os revestimentos eram amarelados, o que deixava os ambientes escuros. A marcenaria da cozinha era de laminado melamínico com divisões que não atendiam os novos eletros e sua bancada escura não agradava aos clientes”. Nesses dois espaços, mais uma vez o porcelanato foi utilizado, por sua praticidade de lavagem e pouca manutenção.  Para o decór, o casal desejava trazer elementos clássicos para o living, e uma poltrona Luís XV que a cliente possui há mais de 30 anos foi o ponto de partida do projeto de interiores. Ela foi restaurada e combinada com outros móveis de design, com contrapontos contemporâneos.

 

“Usamos um mix de mobiliário de diferentes estilos, texturas e épocas para criar uma atmosfera atemporal. Construímos ambientes em que nada se destaca, mas tudo se complementa, confirmando a ideia de unidade”

Vivian e Augusto Manzato, arquitetos do Noh Arquitetura

 

Augusto Manzatto arquitetura

A sala de TV, que antes era um quarto, ganhou marcenaria de freijó dourado, executada pela Esdom Marcenaria, formada por volumes fixos na alvenaria. O sofá de linho, da Saccaro, e o pufe de suede, da Casa Malgga, enchem o ambiente de conforto. O design desponta na poltrona Bogart, assinada por Rejane Carvalho Leite para Casual Móveis. Fotografia de Dea Fylyk Indressa.

 

Augusto Manzatto arquitetura

Foco na porta de correr, que integra ou separa a sala de TV da área social.

 

Augusto Manzatto arquitetura

A cozinha tem armários Partis Cor Nut, da Ornare, comportas almofadadas, puxadores, mão francesa e cristaleira, bem ao estilo clássico. Uma grande bancada de quartzo, da Marmoraria Flamboyant, compõe a área de trabalho, ao passo que a parede recebeu revestimento que evoca os azulejos de metrôs, da Roca. Uma mesa EME stilo europeu, da Flamant, é combinada com cadeiras nacionais, com encosto de palhinha, design de Jader Almeira, encontrada na Artezzi.

 

projeto8

No detalhe, modernos eletros em contraste com a clássica cristaleira.

 

O projeto luminotécnico também foi elemento importante para garantir aconchego, e a dupla lançou mão da iluminação indireta na sala e nos quartos. “A sala de estar ganhou iluminação em seu perímetro, nas cortinas, cômodas e quadros.  Como o pé direito era baixo, rebaixamos com gesso apenas onde foi necessário para receber os spots no frame. Criamos cenas para diferentes situações, mais intimistas ou com muita luz”, contam. A sala de jantar ganhou o lustre de cristal âmbar e, para dar profundidade, um painel de madeira iluminado auxilia quando necessário. “Além da iluminação geral, a cozinha ganhou pontos sob os gabinetes superiores, o que dá destaque aos nichos e à bancada de quartzo branco, ideal para área de trabalho”, explicam.

 

Augusto Manzatto arquitetura

Detalhes que fazem a diferença: flores frescas ajudam a compor o mix de estilos do apê, que comporta muito bem peças clássicas em harmonia com as contemporâneas.

 

 

 

 

Por Marcela Millan
Imagens Miro Martins
Matéria Publicada em Revista Decorar 119.

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!