Espaços amplos, funcionalidade e décor orgânico são as principais características deste projeto que une natureza e modernidade

News!
9 de Janeiro de 2018
destaque
Revestimentos únicos e neutros como base neste projeto destacaram o décor com peças diferenciadas
11 de Janeiro de 2018

Arquitetura orgânica

O décor deste sobrado em São Caetano do Sul foi projetado para abraçar o projeto arquitetônico de forma natural e elegante.

 

 

Projeto1

Na fachada o portão automático Newport tem design minimalista que dialoga com o visual sofisticado do projeto.

 

O bairro Cerâmica, em São Caetano do Sul (São Paulo), recebeu um novo elemento na paisagem, cheio de requinte e muitos componentes naturais. Trata-se da casa de um casal da região, cujo projeto arquitetônico e décor levam a assinatura do escritório Arquitetura 8, de Ana Spagnuolo e Marcos Ribeiro. Desde as plantas na fachada à luz natural nos interiores, a casa explora uma ideia mais orgânica de décor, como se ele abraçasse a arquitetura naturalmente. Tudo planejado para promover funcionalidade e harmonia.

 

A fachada da casa de 302 m² é um dos indícios do que se verá no decór, com concreto aparente, da Balta Empreiteira, revestindo as paredes e Madrepedra Bone, da Recesa, revestindo o piso. Assim o visual ganha um aspecto rústico suave, complementado pelas plantas buxinho, podocarpus, palmeiras e formios na entrada, além das agaves acima do portão. Na porta da entrada principal, o aço inox, da Segma Serralheira, foi utilizado com pintura reproduzindo o aço corten.

 

Projeto2

No hall, o espelho da Casa dos Vidros dá amplitude e intensifica a luz natural.

 

O hall traduz a proposta do projeto: luz solar vinda das grandes janelas, uma poltrona da Armando Cerello feito de materiais naturais, e um aparador da Tonon Design, com objetos em tons terrosos. Tais escolhas têm um objetivo, segundo os arquitetos: “A busca pelo conforto, aconchego, trazendo a natureza para dentro da casa”. A escada de acesso ao segundo pavimento foi revestida com madeira cumaru da IndusParquet, enquanto as paredes ganharam tijolinhos da Nova Arte, seguindo proposta de aliar o aspecto natural com a modernidade.

 

“Pediram que o projeto possuísse espaços amplos, porém, não superdimensionados, que tudo tivesse bastante funcionalidade, simplicidade e harmonia”.

Ana Spagnuolo e Marcos Ribeiro, Arquitetura 8

 

Projeto3

A fita de LED da Lustres Iriê, colocada abaixo da escada, é sinal do bom uso da tecnologia em ornamento com materiais naturais. A solução torna o ambiente mais instigante.

 

Projeto4

A luminária da Lustres Iriê traz um aspecto descontraído e sofisticado ao mesmo tempo.

 

Na sala de jantar, integrada com o living e a churrasqueira, atendeu-se aos pedidos dos clientes: todo o piso foi revestido com Calacata Clássico da Nova Arte, facilitando a circulação.

 

O escritório, no pavimento superior, ganhou um mezanino com corrimão de vidro, matéria prima que facilita a entrada de luz e assegura maior conforto e requinte. A casa, assim, se torna mais propícia para as atividades cotidianas e pode receber melhor amigos e familiares.

 

Projeto5

No escritório, o piso revestido com cumaru se integra com a mesa Tonon Design.

 

Projeto6

A estética natural é trabalhada ainda com a mesa e as cadeiras da Raiz de Minas. O ladrilho hidráulico da Nova Arte que reveste as paredes acentua os tons terrosos do projeto.

 

 

Por Victor Hugo Felix
Imagens Henrique Ribeiro
Matéria Publicada em Revista Decorar 126.

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *