Grandes destaques da Maison & Objet

destaque
Tendências pela Revestir 2017
7 de julho de 2017
destaque
Arquitetura modernista brasileira inspira design de Antonio da Motta
13 de julho de 2017
destaque

Por Beto Cocenza, curador do BOOMSPDESIGN

 

 

Maison & Objet por dentro

 

Maison

A Bosa Trade investe em jovens talentos, designers já estabelecidos e também produz peças de designers modernistas italianos. Suas propostas chamaram atenção, como a coleção Momonsters, do designer Giovanni Motta.

 

Móveis e objetos. Seria uma forma simplista de resumir a variedade e a qualidade dos itens expostos por designers, artesãos e fabricantes de pequeno, médio e grande porte em suas coleções. De estandes de marcas poderosas, como a Missoni, ao pequeno artesāo do interior da França, a qualidade e a criatividade dos produtos foram o ponto alto da tradicional, agitada e cosmopolita feira Maison & Objet, que reuniu o que a produção mundial tem de mais atual em quase uma dezena de pavilhões no Parc des Expositions de Villepinte, em Paris.

 

Além de reforçar e buscar novas amizades e parcerias, observar e captar as tendências e informações técnicas dos produtos, o essencial é entender o movimento natural das coisas. Tudo caminha de forma blocada para alguma direção. Nesta feira, muitos artesãos mostraram as técnicas centenárias de suas microrregiões, um potente e criativo movimento artístico, com muito design. Analisando e admirando estes pequenos heróis, entendemos muito para onde caminha a cena design mundial.

 

As indústrias de médio porte reforçam as tendências, e as grandes marcas pulverizam o processo criativo em grande escala. Com estandes gigantes e muito bem montados, elas exploram seus conteúdos como se tudo fosse uma grande mostra de design e não uma feira comercial. Claro que o lado comercial e seus espaços de atendimentos estão ali reservados para bem atender o mercado, que, fascinado pelas instalações, compram e revendem seus conceitos e produtos.

 

Maison2

Um dos grandes destaques, o lançamento dos vasos de Elena Salmistrato. Utilizando a força da natureza como referência, encantou os visitantes com peças em forma de cabeças de macacos.

 

 

Artesãos em grande estilo

 

A Associação de Artesanato Francês (Ateliers d’Art de France) incentiva e promove seus associados em grande estilo, com um pavilhão inteiro repleto de novidades e de muita energia criativa. A associação, muito organizada, apoia, investe em ações promocionais e divulga o incrível trabalho destes pequenos produtores.

 

Uma excelente curadoria mostra o que há de mais interessante e potente no movimento criativo destes fabricantes que utilizam técnicas e materiais desenvolvidos pelos seus ancestrais. Produção de vidro, lã, madeira, metal e outros suportes assumem uma contemporaneidade encantadora. A utilização de materiais de reuso também está muito presente.

 

A maioria dos expositores deste pavilhão é composta por franceses das mais diversas regiões do país.  Também é oferecida a oportunidade de criativos de outros países mostrarem seu repertório, como marcaram presença Bélgica, Alemanha, Itália, Chipre e Inglaterra, entre outros.

 

 

Maison3

 

 

 

A pequena e corajosa marca alemã Pulpo, se destacou na apresentação dos potes do designer Hermann Weizenegger, com polímeros especiais aplicados em fina cerâmica que provocam efeitos diversos de luz e cor, conforme o ângulo que se observa os objetos.

 

 

 

 

 

Maison4

 

 

 

 

A América Latina foi bem representada pela argentina Vacavaliente. A marca, que trabalha com couro reciclado, introduziu novos acabamentos nesta nova temporada. Destaque para a coleção de Paola Navone.

 

 

 

 

Maison5

 

 

 

A tradicional marca espanhola Lladró apresentou uma coleção divertida e em tamanhos mínimos, a Animal Heroes Collection. Com humor, homenageou os personagens do universo dos super-heróis, a exemplo dos pingentes que podem ser colecionados e usados no cotidiano.

 

 

 

 

Maison6

 

 

 

 

 

Novamente o designer espanhol Jayme Hayon atraiu a atenção na feira, desta vez com sua belíssima coleção de ânforas.

 

 

 

 

 

 

Maison7

 

 

 

 

A Riluc, empresa de mobiliário, apresentou a minimalista poltrona de Toni Grilo, que causou frisson pela sua simplicidade, aspecto escultural e solução técnica.

 

 

 

 

 

 

Maison9

 

 

 

 

Carolo Sculpture apresentou seus animais humanizados.

 

 

 

 

 

 

Maison8 (2)

 

 

 

 

Criação de Angèle Riguidel.

 

 

 

 

 

 

Maison10

 

 

 

Object Studio com sua Ribbon Chair.

 

 

 

 

 

Maison11

 

 

 

As cerâmicas de Jill Ratella Douïre são verdadeiras obras de arte.

 

 

 

 

 

Maison12

 

 

 

As criações da oficina de vidro Andrigheto et Miot fazem uma ponte entre arte e design, sempre com foco na decoração.

 

 

 

 

 

 

Maison13

 

 

 

 

Luminária peixe do italiano Giovanni Cagnolli é produzida em pequena escala. O designer utiliza garrafões antigos de vidro,dando nova forma e função ao material.

 

 

 

 

 

 

Maison14

 

 

 

Acoleção da Lalique inspirada na fauna e flora, desenhada por René Lalique em 1924, foi um dos grandes e mais impactantes projetos da feira. No seu grande e bem montado estande, mostrou itens de cada uma de suas coleções, como o apaixonante vaso de serpente admirado e comprado por lojistas do mundo todo.

 

 

 

 

 

Imagens Divulgação