Projeto preza por reforma com décor de linhas contemporâneas e muita integração

Com décor emocional, espaços mesclam elegância, história e verde exuberante
17 de Janeiro de 2018
destaque
CASACOR é realizada em Miami e brasileiros marcam presença na mostra
18 de Janeiro de 2018
destaque

Casa de anfitrião

Reforma de apê preza por integração e ainda destaca peças de arte e design no décor de linhas contemporâneas.

 

 

 

Projeto1

O apartamento tornou-se amplo e descompartimentado depois da reforma. No amplo living, pensado para receber bem, o sofá longo em “L” é ideal para acomodar muitas pessoas – acima dele, obras de Gal Oppido, da Galeria Lume. À esquerda, as prateleiras abrigam uma divertida coleção de garrafas de Coca-Cola.

 

Arte é algo que faz parte da vida dessa família composta por um jovem casal de empresários e seus dois filhos pequenos – o marido é ligado ao mundo da cenografia de eventos, ao passo que a esposa trabalha com moda. Seus olhares refinados – lapidados pela profissão – fazem deles bons apreciadores de obras artísticas e peças de design, que se refletem no apartamento de 330 m², em Higienópolis, na capital paulista. É nesse clima que eles adoram receber os amigos e a família em casa. “O imóvel deveria estar preparado para receber e acomodar muitas pessoas em dias de festas e reuniões, por isso eles desejavam ambientes com o máximo possível de integração, mas que ainda assim permitisse a separação, quando necessária, das áreas funcionais”, revelam André Leite e Bruna Ximenes, profissionais do escritório Ximenes Leite, responsáveis pela reforma.

 

O apê revela o estilo da dupla, que gosta de trabalhar linhas contemporâneas e mais limpas. “Mas gostamos de ressaltar a personalidade de nossos clientes e não a nossa, pois acreditamos que os projetos são para eles viverem”, contam os profissionais, que adoram viajar e observar o cotidiano e o comportamento das pessoas, lugares e culturas. Afinal, isso é pura inspiração.

 

Projeto2

O sofá de tamanho generoso repousa sobre o tapete de tom neutro da by Kamy. As mesas de centro da Dpot formam uma bela composição – uma delas abriga escultura de Florian Raiss. Persianas Hunter Douglas.

 

Projeto4

O home theater é integrado ao living, mas bem delimitado – tanto pelo mobiliário quanto pelas cores mais escuras. A marcenaria envolve a TV e cria uma estante com objetos decorativos da LS Selection e peças de artistas como Patricia Kaufmann, da Galeria Mônica Filgueiras.

 

Projeto3

O pilar do living é um elemento que valoriza a história do prédio e traz um perfume vintage ao projeto de linhas contemporâneas.

 

Projeto5

No detalhe, mesa da Artefacto com desenho de arabesco vazado.

 

O apartamento antigo – ainda que bem cuidado –, contava com decoração pesada e ambientes compartimentados que não recebiam luz natural. Assim, a dupla readaptou a planta, abrindo vãos entre a sala de jantar e estar. O living passou a ser integrado também com o home theater, ao passo que a cozinha recebeu portas articuladas que podem uni-la ou separá-la do jantar.

 

“Distribuição dos espaços, integração e circulação dos ambientes são pontos marcantes do projeto ”. André Leite e Bruna Ximenes, arquitetos.

 

Os materiais foram escolhidos pela facilidade de manutenção, além da questão estética: o contraste entre tons claros e escuros criou uma transição entre ambientes, definindo seus espaços na casa. Assim, a entrada do apartamento é predominantemente escura, com o uso de granito preto absoluto no piso, e um painel de madeira ebanizada separa a cozinha do jantar. O living integrado ao home e as áreas íntimas são mais claras, com piso de taco de madeira restaurado e paredes brancas. Para transmitir a personalidade dos moradores, obras de arte enriquecem o projeto ao lado das peças de design do décor.

 

Projeto5

Para 12 lugares, a mesa Montenapoleone é cercada por cadeiras Érea. O lustre da Lumini faz toda a diferença na sala de jantar.

 

Projeto6

O quadro ultracolorido assinado por OSGEMEOS traz cor à sala de jantar. Ali, o piso é de granito preto São Gabriel, que contrasta com as cores.

 

Todo pensado para o conforto da família, o apartamento ainda recebeu automação de luz e som. O projeto luminotécnico possibilita tanto iluminação direta quanto indireta, valendo-se de spots embutidos no piso para criar uma marcação nos painéis de madeira e no pilar da sala. A iluminação natural foi trabalhada para “invadir” o apartamento, porém com controle de intensidade e privacidade através de persianas.

 

Projeto8

Repare como o ambiente se conecta com a cozinha através do painel com portas retráteis.

 

Projeto9

O tom escuro do piso e da bancada de granito é aquecido pela madeira da bancada, que recebeu banquetas para que os amigos possam se reunir ao redor do chef.

 

Projeto10

Lúdico e aconchegante, o quarto da criança foi montado com mobiliário da Quartos Etc, em tons claros e amadeirados, que fogem do convencional. O piso de taco de madeira compõe com tapete by Kamy e cortinas Casa Mineira

 

 

_DSC3829

Perfil 

André Leite e Bruna Ximenes

Naturalidade: paulistano e mineira
Formação: arquitetura e urbanismo
Onde: Faculdade de Belas Artes de São Paulo
Tempo de atividade: 16 anos
Áreas de atuação: arquitetura e interiores
Mostras que participou: Artefacto, Bgourmet (Casa Cor), Quartos Etc., Madeira Bonita, Amazonia Móveis, Grifes & Design, Ícones do Décor – BH, Saccaro, Bienal Internacional de Arquitetura
Estilo: contemporâneo, clean e casual
Morar bem é: ter conforto, sentir-se acolhido, ser feliz
Bom design é: aquele que surpreende, que consegue se consolidar
Sustentabilidade é: respeitar as boas práticas de construção, otimizar materiais, evitar desperdícios e intervir no espaço com harmonia e respeito ao ambiente
Luxo é: sentir-se bem
O cliente ideal é: aquele que nos enxerga como parceiros, como realizadores de seus planos, que tem personalidade e respeito pelo trabalho e ideias contratadas
Referências que pautam seus projetos: projetos contemporâneos de vários locais e culturas. Admiramos muito o design escandinavo e italiano, a arquitetura brasileira e japonesa
Uma obra de arte: as de Adriana Varejão
Um revestimento: pedra natural
Um mobiliário: os de Sergio Rodrigues
Uma obra de arquitetura: Edifício EDP, do arquiteto Aires Mateus, em Lisboa
A casa brasileira é: iluminada, arejada, alegre, despojada, feita para reunir e viver

 

 

 

 

Por Marcela Millan
Imagens Julia Ribeiro
Matéria Publicada em Revista Decorar 127.

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *