Elegância Primária

Para Ficar
10 de Abril de 2017
mobiliário2
Guia de compras Mobiliário
12 de Abril de 2017

Elegância Primária

Sobre fundo branco, vermelho e azul sobressaltam-se aplicados estrategicamente em detalhes.

 

Foi depois de conhecer e se identificar com o trabalho da designer de interiores Marília Veiga que a cliente – uma mulher com dois filhos – confiou à profissional seu novo apartamento, localizado no Morumbi. A ideia era fazer seu lar, de 400 m², um espaço a altura do empreendimento Cidade Jardim, mas que, acima de tudo, fosse muito aconchegante.

“Eles desejavam um apartamento gostoso de estar e de receber amigos”, relata Marília, que é conhecida por ter projetos com um conceito contemporâneo e que privilegia o conforto. São espaços que não deixam o belo de lado, mas que também não se esquecem da funcionalidade. Desse modo, foi fácil conciliar seu próprio gosto com o da cliente.

 

 

Como o imóvel era novo, foi entregue sem nenhum revestimento. “Tivemos que escolher todos os revestimentos, trocar as bancadas e cubas dos banheiros, forro de gesso, iluminação, armários , marcenarias, mobiliário e decoração. Uma reforma completa”, conta a designer. Ela também fez uma série de modificações estruturais, como remover a porta dupla da entrada, fechando-a para torna-la uma porta pivotante. A sala de jantar foi aumentada e, para isso, duas paredes foram trocadas por portas de correr. No home theater, uma nova parede modificou a entrada do espaço.

Com o novo layout, o apartamento recebeu parte do piso feito em mármore Branco Pigues paginado, com um rodapé mais alto. Nas áreas íntimas, por sua vez, a madeira de demolição foi escolhida. Grande parte do mobiliário foi encomendado – como a estante do living ou o home theater, feitos em marcenaria. Eles foram combinados com móveis de desenho italiano, que trazem luxo aos ambientes.

Para Marília Veiga, porém, o destaque está na automação.

 

“Era desejo da cliente o uso de automação em todos os ambientes. O espaço recebeu cabeamento estruturado com rede de dados e wifi, controle de acesso por biometria, sistema de câmeras CFTV, home theater e suítes com áudio e vídeo, som ambiente em alguns espaços, cenas de iluminação, interruptores touch e controle por tablete e smart phone”, afiança.

 

Na parte de refrigeração, o apartamento ganhou um sistema de ar-condicionado central.

 

 

 

 

A iluminação, por sua vez, foi adequada para cada ambiente. No frame há a combinação de dicroicas com AR-70, ao passo que as obras de arte receberam iluminação mais dirigida, com mini-dicroicas. Ainda existem dois rasgos no forro, em que foi optado pelo line light. Tudo combinado com pendentes e abajures.

 

 

 

 

 

Por Marcela Millan
Imagens Daniel Veiga
Matéria Publicada Revista Decorar 112

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *