Contemporâneo, living pensado para expor instrumentos musicais

Radar Norte
17 de abril de 2017
Projeto5
Cinza e madeira conversam com classe em projeto no ABC
17 de abril de 2017
Projeto1

Por Marcela Millan

 

Design com ritmo

Projeto clean e contemporâneo tem living pensado para expor instrumentos musicais, a grande paixão do proprietário

 

Apaixonada por música e possuidora de instrumentos, dos quais valor e história lhe são caros, a família, formada pelo contador e sua esposa, o filho pequeno e o cachorro, finalmente teria a oportunidade de expor a coleção. Uma série de violões, duas guitarras, um cavaquinho, um piano e uma bateria, além do pandeiro e banjo que requeriam um lugar prático para a armazenagem, que fosse ao mesmo tempo acessível e protegido, atendendo o marido, um músico amador que toca de tudo um pouco nas horas vagas.

O apartamento de 200 m², em Perdizes com cerca de 30 anos, fora transmitido pelos pais ao contador. A planta era bem compartimentada com estar, jantar e área externa e jantar seccionados por paredes. O imóvel encontrava-se com revestimentos antigos e as instalações comprometidas. A parte elétrica, arcaica, possuía ainda fiações rígidas. A hidráulica também deveria ser refeita para resolver alguns pontos de vazamento. Os caixilhos originais, que eram de madeira, estavam bastante desgastados.

 

Projeto1

Com a reforma planejada por Daniela Momoi, o living ficou amplo e integrado ao jantar e terraço, formando um espaço único, arejado e banhado pela luz natural. Ali, os instrumentos dos moradores são expostos em uma vitrine executada sob projeto (Venus Marcenaria).

 

Pautada para transmitir identidade e explorar as as paixões dos proprietários, Daniela Momoi que desde o início sugeriu a demolição de tudo e partir do zero. “Por ser um apartamento antigo, necessitava de reparos em seu esqueleto”, diz a arquiteta que também repensou a planta original, removeu todos os revestimentos e o forro existente, além de especificar mobiliário e objetos decorativos. O planejamento da obra foi realizado de modo que os futuros moradores ocupasse o novo apartamento na etapa da decoração. Para ganhar espaço e acomodar o novo programa, demoliu-se as alvenarias dos ambiente sociais. “Reposicionei a porta do home office, que estava posicionada de frente para a porta de entrada”, diz.

No living,  os instrumentos musicais ficaram dispostos em um móvel desenhado especialmente para essa função. “A ideia foi expor de forma que os instrumentos ficassem de fácil acesso”. Para os acabamentos, a paleta neutra valoriza o estilo clean desejado pelos clientes. Assim, o projeto seguiu os tons de branco, cinza e pêssego, que conversam com o aconchego da madeira. “Algumas paredes são destacadas com a pintura que imita o cimento queimado”, destaca. Os tacos originais das áreas sociais foram restaurados. Já nas áreas íntimas, o vinílico foi escolhido.

No living, o projeto luminotécnico previu um rasgo de luz dimerizável no forro, possibilitando intensidades diferentes, e fitas de LED foram usadas para destacar a parede de cimento queimado e os quadros apoiados. Para iluminação geral dos demais ambientes considerei os embutidos dicroicas.

 

Ambientes amplos, conectados e iluminados abrigam os objetos e instrumentos de estima da família

Projeto2

Contemporânea e jovial, a sala de estar ganhou pufes em forma hezagonal (Ovo), que podem ser dispostos de várias maneiras e que compõem com o sofá em L (Dpot). O forro com rasgos (Ar Light Solution) estrutura a iluminação diferenciada.

 

Projeto3

Na sala de jantar, a parede de cimento queimado junta-se ao piso vinílico. Ali, a mesa laqueada com tampo de vidro (Tok&Stock) combina-se às cadeiras Phoenix 3040, de acervo do cliente. Nas paredes, objetos decorativos trazem um ar divertido.

 

Projeto4

Clean, a suíte do casal fica mais ampla graças a porta espelhada do armário (Florense). Destaque para a iluminação.

 

Projeto5

Já no quarto do filho, pinceladas de cores na cortina, nos pendentes e no pufe (Fom). Na parede, o adesivo traz personalidade.

 

“Dei preferência às cores neutras, respeitando o gosto dos moradores em deixar o apartamento clean”

Daniela Momoi, arquiteta

 

Projeto6

No banheiro do casal, praticidade: a bancada de mármore (Pedras Ipiranga) apoia duas cubas quadradas (Deca) servidas por dois espelhos. O gabinete é da Florense.

 

 

Imagens Eder Bruscagin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *