A área social do apartamento é integrada, com estar e cozinha conectados à varanda. Assim, o décor dos ambientes foi harmonizado seguindo a mesma paleta de cores e design contemporâneo. No estar, chama atenção o papel de parede (D’Hall) que parece cimento queimado e o aparador cavalete (Trend Casual).

A área social do apartamento é integrada, com estar e cozinha conectados à varanda. Assim, o décor dos ambientes foi harmonizado seguindo a mesma paleta de cores e design contemporâneo. No estar, chama atenção o papel de parede (D’Hall) que parece cimento queimado e o aparador cavalete (Trend Casual).

Para o casal que passa a maior parte do dia fora trabalhando e sua filha adolescente, o lar ideal deveria ser prático e funcional, mas também aconchegante e estimular a convivência da família nos momentos em que estão em casa. Essas foram as principais necessidades que os clientes passaram para as designers de interiores Lilian Arevalo e Viviane Tomazini, da Itten Design, ao contratá-las para deixar o novo apartamento de 120 m² em Santana perfeito para seu estilo de vida.

Integrados, estar e varanda diferenciam-se por detalhes como os tapetes (Casa Fortaleza): um é claro e macio, ideal para áreas internas, e o outro tem textura e estampa perfeitas para o exterior. A mesa no estar composta com um pufe de couro (Breton) é simples e elegante, enquanto a madeira de demolição (L’oeil) na varanda traz um ar rústico.

Integrados, estar e varanda diferenciam-se por detalhes como os tapetes (Casa Fortaleza): um é claro e macio, ideal para áreas internas, e o outro tem textura e estampa perfeitas para o exterior. A mesa no estar composta com um pufe de couro (Breton) é simples e elegante, enquanto a madeira de demolição (L’oeil) na varanda traz um ar rústico.

“Eles preferem passar os dias de folga em casa, então queriam um espaço para reunir os amigos e a família, além de ambientes integrados e com boa circulação”, contam. A planta original do imóvel já oferecia uma área social adequada para receber convidados, com varanda gourmet conectada ao living que, por sua vez, já era ligado à cozinha. No entanto, varanda e cozinha eram separadas por uma alvenaria com uma porta, que precisaram ser removidas para a integração total. Essa foi a única intervenção estrutural necessária. “Não houve necessidade de uma reforma ampla. Além de retirar uma parede, fizemos adequações de pontos elétricos, novo estudo luminotécnico, rebaixamentos e detalhes de gesso”.

Ocupando quase toda uma parede, a marcenaria (Bontempo) na varanda destaca plantas e objetos decorativos (L’oeil). Os sofás (Breton) formam outra área de estar.

Ocupando quase toda uma parede, a marcenaria (Bontempo) na varanda destaca plantas e objetos decorativos (L’oeil). Os sofás (Breton) formam outra área de estar.

O trabalho mais amplo e detalhado veio na hora de vestir a casa. Esteticamente, os proprietários tinham preferência por ambientes claros, decoração com estilo contemporâneo, madeiras e materiais que tivessem apelo visual, mas de fácil manutenção. Ao colocar tudo isso em prática, a dupla explica que os acabamentos e revestimentos foram cruciais atender a cada um desses pedidos. “Os materiais foram o destaque. Tivemos o cuidado de coordená-los e alcançar um visual contemporâneo com eles”, dizem.

A varanda com churrasqueira cumpre o papel de sala de jantar, aqui mais informal com a mesa de madeira de demolição (Trend Casual) e as cadeiras com encosto de fibra natural (Breton).

A varanda com churrasqueira cumpre o papel de sala de jantar, aqui mais informal com a mesa de madeira de demolição (Trend Casual) e as cadeiras com encosto de fibra natural (Breton).

Alguns exemplos que fizeram toda a diferença são o papel de parede com aparência de cimento queimado no living e o porcelanato que parece aço corten (Bollpi) nas paredes da varanda. Devido às tonalidades escuras dos revestimentos especiais, Lilian e Viviane optaram por acabamentos amadeirados também mais escuros nos móveis planejados, para não criar muito contraste. Ainda assim a claridade solicitada pelos clientes continuou predominante, com pisos, cortinas, paredes pintadas e estofados em tons nudes, branco ou cinza claro.

No quarto do casal, um painel com borda inferior (Bontempo) iluminada foi instalado a partir do teto e criou a ilusão de que há uma cabeceira de cama abaixo dele, onde na verdade há apenas o papel de parede (D’Hall). No escritório, minimalismo e funcionalidade com espaço para todos os eletrônicos e gabinete móvel.

No quarto do casal, um painel com borda inferior (Bontempo) iluminada foi instalado a partir do teto e criou a ilusão de que há uma cabeceira de cama abaixo dele, onde na verdade há apenas o papel de parede (D’Hall). No escritório, minimalismo e funcionalidade com espaço para todos os eletrônicos e gabinete móvel.

O novo estudo luminotécnico desenvolvido pelas designers incluiu iluminação toda feita por spots embutidos, com exceção apenas para os dois pendentes (Empório Luz) sobre a mesa de jantar, lâmpadas com temperaturas adequadas para cada ambiente e fitas de LED em alguns pontos de marcenaria.

 

FOTOS Evelyn Müler

Revista Decorar

Autor: Revista Decorar

Compartilhe

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *