Interferências econômicas dão cara nova ao imóvel antigo e bem localizado

4 boas ideias que fizeram deste sobrado de 180 m², um espaço funcional e conectado
28 de junho de 2016
Projeto remodela imóvel no Brooklin para suprir novas necessidades de família que cresceu
28 de junho de 2016

A cor purpura

Para chegar a um resultado satisfatório, seriam necessárias muitas modificações, porém, com orçamento apertado, nos estimulou a usar nossa criatividade.

 

Com 60 m2, por ser “antiguinho”, do final dos anos 1970 e bem localizado, o imóvel atraiu um casal com um lifestyle descolado – ele personal trainer, ela advogada – que viviam a experiência de ter seu primeiro apartamento. Alguns dos motivos é que estava situado muito próximo da academia do morador e apresentava um alto potencial. No entanto, deveria ser atualizado, mas sem interferências custosas.

“Assim que o adquiriram, nos ligaram para saber sobre a possibilidade de reforma”, contam Carolina Mello e Petra Linkewitsch, arquitetas do Studio ML Arquitetos Associados. “Para chegar a um resultado satisfatório, no entanto, seriam necessárias muitas modificações, porém, com orçamento apertado, nos estimulou a usar nossa criatividade”, acrescentam.

O piso original de madeira foi restaurado com a aplicação de nova resina, ganhando nova vida. Para compor a área do estar, duas cadeiras réplicas de Charles Eames (Oppa) trouxeram fluidez, tendo em vista as dimensões restritas do ambiente. Pinceladas de cores aparecem em alguns móveis e acabamentos, como a porta de entrada, que recebeu a cor Romã (Suvinil). Agora, a cozinha é integrada à sala graças à retirada da porta e à ampliação do vão.

O piso original de madeira foi restaurado com a aplicação de nova resina, ganhando nova vida. Para compor a área do estar, duas cadeiras réplicas de Charles Eames (Oppa) trouxeram fluidez, tendo em vista as dimensões restritas do ambiente. Pinceladas de cores aparecem em alguns móveis e acabamentos, como a porta de entrada, que recebeu a cor Romã (Suvinil). Agora, a cozinha é integrada à sala graças à retirada da porta e à ampliação do vão.

 

No detalhe, o cobogó (Zaro Revestimentos) surgiu como alternativa para o fechamento do vão da janela da área de serviços.

No detalhe, o cobogó (Zaro Revestimentos) surgiu como alternativa para o fechamento do vão da janela da área de serviços.

 

Para simular uma relaxante varanda, o projeto delimitou o espaço da janela com o banco de concreto coberto de futons (Oppa e Leroy Merlin) e destacou a área com cor diversa nas paredes e no teto. Para complementar, uma luminária tartaruga e pequenos vasos com espécies suculentas. Na parede contígua, uma estante desenhada sob medida auxiliou no aproveitamento de área.

Para simular uma relaxante varanda, o projeto delimitou o espaço da janela com o banco de concreto coberto de futons (Oppa e Leroy Merlin) e destacou a área com cor diversa nas paredes e no teto. Para complementar, uma luminária tartaruga e pequenos vasos com espécies suculentas. Na parede contígua, uma estante desenhada sob medida auxiliou no aproveitamento de área.

Apartamento na Pompéia

 

Jovens, os proprietários, que trabalham o dia todo, nos momentos de folga preferem o aconchego do lar. Por isso faziam parte da lista de desejos um espaço grande para guardar a coleção de livros e DVDs, um canto para leitura, um closet, uma cozinha aberta e, principalmente, um espaço confortável para assistir televisão e jogar videogame.

Por se tratar de uma construção antiga, o imóvel não possuía a almejada varanda, comum nos projetos atuais, mas que era objeto do desejo do casal. Ainda assim, com muita inventividade, as arquitetas propuseram uma solução inusitada e bem diferente do que se esperaria de um apartamento com essas dimensões.Encontramos alternativas para compor uma ‘varanda’. Usamos um banco construído com caixa de concreto embaixo da janela para fazer o papel desse espaço. Repleto de futons, surgiu um canto confortável de leitura”, explicam Carolina e Petra.

 

Com a eliminação do quarto de serviços, ganhou-se ainda área para a criação de um estar com sofá e pufe (Oppa). Sobre a parede, aplicou-se cimento queimado como estratégia para camuflar a viga, que também ganhou o mesmo tratamento e destacar a porta de acesso à suíte. Na cozinha, a parede principal recebeu tinta preta fosca, formando uma lousa para recados.

Com a eliminação do quarto de serviços, ganhou-se ainda área para a criação de um estar com sofá e pufe (Oppa). Sobre a parede, aplicou-se cimento queimado como estratégia para camuflar a viga, que também ganhou o mesmo tratamento e destacar a porta de acesso à suíte. Na cozinha, a parede principal recebeu tinta preta fosca, formando uma lousa para recados.

 

Na cozinha, a marcenaria otimizou o espaço. Devido às dimensões restritas do ambiente, evitaram-se armários fechados, sendo incluídos nichos para abrigar os eletrodomésticos e utensílios. Os revestimentos antigos foram substituídos por porcelanato Beton White (Eliane) em tons neutros, fazendo fundo para detalhes em cores como as cadeirinhas.

Na cozinha, a marcenaria otimizou o espaço. Devido às dimensões restritas do ambiente, evitaram-se armários fechados, sendo incluídos nichos para abrigar os eletrodomésticos e utensílios. Os revestimentos antigos foram substituídos por porcelanato Beton White (Eliane) em tons neutros, fazendo fundo para detalhes em cores como as cadeirinhas.

 

A principal intervenção estrutural ocorreu no living, com o acréscimo de uma área de estar. Para tanto, incorporou-se ao ambiente parte do quarto e do banheiro de serviços. O restante auxiliou na criação de um closet para a suíte máster. A porta da cozinha também foi retirada e o vão ampliado, integrando-a ao social e facilitando, com isso, o acesso ao lavabo.

Além das modificações na alvenaria, todos os revestimentos das áreas molhadas tiveram de ser substituídos. Já as cores aparecem em alguns elementos de decoração, móveis e nos revestimentos de algumas portas e lavabo. Outra sugestão importante das arquitetas foi não utilizar molduras de gesso em nenhum dos espaços, tendo em vista as dimensões do pé-direito. Como solução, empregaram trilhos, o que permitiu a adaptação de spots com somente um ponto de elétrica, como nas salas de estar, TV e closet. No ambiente de leitura e na entrada, utilizaram-se duas luminárias de área externa, simulando espaços diferentes.

 

A entrada do lavabo surpreende pela composição das pastilhas Sixties Gray Bold Brilhante (Decortiles), que combina com o azul intenso da porta e o gabinete rústico de madeira.

A entrada do lavabo surpreende pela composição das pastilhas Sixties Gray Bold Brilhante (Decortiles), que combina com o azul intenso da porta e o gabinete rústico de madeira.

 

 

Por Nádia Fischer
Fotos: Lucas Pereira
Matéria Publicada em Revista Decorar 103.

 

Faça o download do app Decorar e tenha acesso à todas as edições!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *