No living, a mesa lateral é, na verdade, a junção de três (Dpot) que parecem formar uma peça só. As de madeiras são de Jader Almeida e a de vidro é de Jacqueline Terpins. As poltronas de veludo (Micasa) são assinadas por Patrícia Urquiola, assim como as almofadas de mesmo tecido nos sofás (Dpot).

No living, a mesa lateral é, na verdade,  a junção de três (Dpot) que parecem formar uma peça só. As de madeiras são de Jader Almeida e a de vidro é de Jacqueline Terpins. As poltronas de veludo (Micasa) são assinadas por Patrícia Urquiola, assim como as almofadas de mesmo tecido nos sofás (Dpot).

Quando os jovens recém-casados adquiriram o primeiro imóvel para iniciar a vida a dois, imediatamente sabiam quem chamariam para transformar o apartamento de 400 m² em Higienópolis em lar. Filho de uma família com a qual o arquiteto Toninho Noronha mantinha relações profissionais há muitos anos, quando se casou, recorreu a quem já confiava para traduzir e concretizar seus desejos nessa nova fase.

Deste ângulo é possível ver a integração na área social. Atrás das poltronas de Patricia Urquiola está uma das pseudoparedes de marcenaria, que define os limites entre estar e sala de jantar sem fechar os ambientes. Do lado direito, portas de correr oferecem a possibilidade de separar o jantar da sala de almoço.

Deste ângulo é possível ver a integração na área social. Atrás das poltronas de Patricia Urquiola está uma das pseudoparedes de marcenaria, que define os limites entre estar e sala de jantar sem fechar os ambientes. Do lado direito, portas de correr oferecem a possibilidade de separar o jantar da sala de almoço.

Com grande interesse por arquitetura, o casal participou ativamente do projeto, fazendo pesquisas e apresentando referências. “Considero a participação do cliente fundamental; não consigo criar se não o tenho como bússola para me guiar em suas vontades e preferências. Essa troca é essencial”, afirma Toninho.

Fechada com vidro (Dorma), a varanda integra-se ao living pelo piso em Limestone (Villa della Pietra) e traz o verde por meio do paisagismo feito em vasos. Aqui, os móveis são mais informais: nas laterais, as Conversadeiras (Dpot), de madeira e palha, de Bernardo Figueiredo, que compõem um canto de estar com o sofá com base de madeira. A banqueta florida (Marché Art de Vie) que brilha no escuro atua como mesa lateral.

Fechada com vidro (Dorma), a varanda integra-se ao living pelo piso em Limestone (Villa della Pietra) e traz o verde por meio do paisagismo feito em vasos. Aqui, os móveis são mais informais: nas laterais, as Conversadeiras (Dpot), de madeira e palha, de Bernardo Figueiredo, que compõem um canto de estar com o sofá com base de madeira. A banqueta florida (Marché Art de Vie) que brilha no escuro atua como mesa lateral.

Juntamente com o arquiteto Renato Andrade, ele começou o trabalho ainda na planta para atender a todos os pedidos. O principal deles era ter todos os ambientes da área social totalmente integrados, pois os dois adoram receber os amigos e dar festas em casa, então queriam que a circulação fosse facilitada. Toninho então removeu todas as paredes do living e reorganizou o layout do estar.

No entanto, como o espaço era muito amplo, o arquiteto demarcou cada ambiente. “Faço essa definição com os próprios móveis e também com divisórias falsas, ou pseudoparedes, que é um recurso que gosto muito”, diz. Tais paredes soltas foram colocadas estrategicamente em toda a área social, feitas em marcenaria com acabamento de laca. Como não vão até o teto, terminando um pouco antes do forro, elas cumprem a função de delimitar os ambientes – living, sala de almoço, sala de jantar e home theater – sem separá-los e ainda tornando a integração espacial organizada.

No home theater, o projeto recorreu à marcenaria para disfarçar a porta que leva para o setor íntimo. O móvel além de acoplar a TV, também acomoda grande parte da coleção dos toy arts. Sobre o tapete azul, destacase a poltrona Paulistano, de Paulo Mendes da Rocha.

No home theater, o projeto recorreu à marcenaria para disfarçar a porta que leva para o setor íntimo. O móvel além de acoplar a TV, também acomoda grande parte da coleção dos toy arts. Sobre o tapete azul, destacase a poltrona Paulistano, de Paulo Mendes da Rocha.

Outra importante intervenção é a união da varanda à área interna. Com formato de um L, ela contorna o living e antes chegava até a churrasqueira ao lado da cozinha. A primeira parte foi fechada com vidro, permitindo o uso de qualquer tipo de mobiliário. Já o segmento menor incorporou-se ao interior, e se transformou em uma sala de almoço, entre jantar e cozinha. “Não dá para perceber que o espaço já foi parte da varanda”, ressalta.

Localizado na ponta do living, o jantar é mobiliado com uma ampla mesa laqueada e cadeiras com pés de madeira, servidas pelo aparador de vidro (Vidroart) onde estão dois vasos Lalique. Ao centro, o belo lustre Baccarat.

Localizado na ponta do living, o jantar é mobiliado com uma ampla mesa laqueada e cadeiras com pés de madeira, servidas pelo aparador de vidro (Vidroart) onde estão dois vasos Lalique. Ao centro, o belo lustre Baccarat.

O projeto previu a instalação de portas de correr apenas em torno da sala de jantar, separando-a da sala de almoço e oferecendo a opção de mais privacidade quando desejado. Outro recurso utilizado no design de interiores foi o forro de gesso que auxilia na luminotécnica executada pela Lumini. A iluminação inclui embutidos e fitas de LED nos cortineiros criando luz indireta. Luminárias de chão e de mesa em cada ambiente completam a proposta.

No quarto do casal, muito aconchego graças ao uso da madeira. O painel que embute a TV e a escrivaninha e o piso (Pau Pau) são de carvalho e contrastam levemente com o acabamento em laca. Como assento, outra versão da cadeira Eiffel (Montenapoleone).

No quarto do casal, muito aconchego graças ao uso da madeira. O painel que embute a TV e a escrivaninha e o piso (Pau Pau) são de carvalho e contrastam levemente com o acabamento em laca. Como assento, outra versão da cadeira Eiffel (Montenapoleone).

FOTOS Kiko Masuda e Valentino Fialdini

Revista Decorar

Autor: Revista Decorar

Compartilhe

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *